sicnot

Perfil

Economia

Comissão Europeia quer plano B para sanção ser zero

Comissão Europeia quer plano B para sanção ser zero

A Comissão Europeia quer que seja apresentado um plano B como moeda de troca para as sanções zero. Espanha já anunciou novas medidas que incluem uma subida nos impostos para as empresas. Contudo, por cá, o Governo volta a recusar medidas adicionais e continua a acreditar que será possível escapar aos castigos.

  • Moscovici avisa que Portugal terá de garantir redução do défice para ter sanção zero
    0:31

    Economia

    O Comissário Europeu para os Assuntos Económicos espera que sejam aplicadas "sanções zero" a Portugal e Espanha, mas deixa claro que, para isso, os dois países terão de dar garantias de redução do défice. Numa entrevista à rádio francesa Europe 1, Pierre Moscovici admitiu que as sanções não são a melhor resposta e defendeu que devem ser encaradas mais como um incentivo do que como uma punição.

  • Marcelo espera "uma sanção zero"
    0:59

    Economia

    O Presidente da República diz que não ficaria surpreendido se a Comissao Europeia aplicasse a Portugal a chamada "sanção zero". Confrontado com a decisão do Governo espanhol de avançar com medidas adicionais para evitar sanções, Marcelo Rebelo de Sousa sublinha que, no caso português, Bruxelas não levantou quaisquer dúvidas sobre a execução orçamental deste ano.

  • Governo tem dez dias para apresentar defesa relativamente às sanções
    2:10

    Economia

    Enquanto a esquerda continua a condenar a aplicação de sanções, a ex-ministra das Finanças acusa o Governo de não defender o legado orçamental que deixou apenas por razões políticas. Para o primeiro-ministro, as declarações de Maria Luís Albuquerque "são mais injustas do que qualquer sanção" . O Governo tem dez dias para apresentar defesa relativamente às sanções

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Santana Lopes rejeita responsabilidades nas falhas do SIRESP
    1:21

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Sobre o relatório do SIRESP, António Vitorino diz que há neste momento um passa culpas entre entidades que só vai contribuir para aumentar o receio das populações perante os incêndios. Pedro Santana Lopes, que era primeiro-ministro quando foi assinado o contrato da rede de comunicações, diz que não sente responsabilidades e defende que o importante é perceber o que há de errado com o SIRESP.

  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29