sicnot

Perfil

Economia

Desempregados deixam de ser obrigados a apresentações quinzenais

Os desempregos vão deixar de ser obrigados a apresentar-se de 15 em 15 dias nos centros de emprego. Esta regra, condição para os desempregados teriam que seguir para receberem subsídio de desemprego, deve ser substituída por um acompanhamento personalizado.

(SIC/Arquivo)

Os desempregos vão deixar de ser obrigados a apresentar-se de 15 em 15 dias nos centros de emprego a partir de novembro. A proposta conjunta do Bloco de Esquerda e do PS já deu entrada no Parlamento e deverá ser aprovada na próxima semana.

Nessa proposta de lei, os desempregados continuam sujeitos à obrigação de procurar emprego, de responder a convocatórias e de aceitar propostas de trabalho, com risco de que o incumprimento destas obrigações leve à exclusão das listas e à perda do subsídio, mas não terão a obrigatoriedade de qualquer apresentação periódica.

Bloquistas e socialistas propõem que o acompanhamento passe a ser personalizado, a partir de um plano pessoal de emprego.

A alteração que elimina as apresentações quinzenais deve entrar em vigor já em novembro.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Governo quer reduzir gastos com papel na função pública
    1:08

    Economia

    O Governo proibiu a livre utilização das impressoras pelos funcionários públicos. O ministro das Finanças quer assim reduzir em 20% a despesa em consumo de papel e, ao mesmo tempo, minimizar a perigosidades dos resíduos produzidos com as impressoras, no Estado.