sicnot

Perfil

Economia

Desempregados deixam de ser obrigados a apresentações quinzenais

Os desempregos vão deixar de ser obrigados a apresentar-se de 15 em 15 dias nos centros de emprego. Esta regra, condição para os desempregados teriam que seguir para receberem subsídio de desemprego, deve ser substituída por um acompanhamento personalizado.

(SIC/Arquivo)

Os desempregos vão deixar de ser obrigados a apresentar-se de 15 em 15 dias nos centros de emprego a partir de novembro. A proposta conjunta do Bloco de Esquerda e do PS já deu entrada no Parlamento e deverá ser aprovada na próxima semana.

Nessa proposta de lei, os desempregados continuam sujeitos à obrigação de procurar emprego, de responder a convocatórias e de aceitar propostas de trabalho, com risco de que o incumprimento destas obrigações leve à exclusão das listas e à perda do subsídio, mas não terão a obrigatoriedade de qualquer apresentação periódica.

Bloquistas e socialistas propõem que o acompanhamento passe a ser personalizado, a partir de um plano pessoal de emprego.

A alteração que elimina as apresentações quinzenais deve entrar em vigor já em novembro.

  • "Vi o Bas Doost a jorrar sangue para o chão (...) revoltei-me!"
    3:28
  • "Esta semana parecia um filme de terror"
    2:24

    Desporto

    O treinador do Sporting falou pela primeira vez à imprensa desde as agressões de que foi alvo em Alcochete. Jorge Jesus disse que a última semana "parecia um filme de terror" e deixou um agradecimento especial aos adeptos e à "capacidade emocional" dos jogadores.

  • Já se pode pescar sardinha mas há limitações

    País

    A proibição da pesca da sardinha termina hoje, podendo, até 31 de julho, os pescadores capturar 4.855 toneladas, com limites diários, medidas de proteção dos juvenis e monitorização da pescaria, disse à Lusa o Ministério do Mar.

  • Nicolas Maduro vence presidenciais na Venezuela

    Mundo

    O chefe de Estado venezuelano, Nicolas Maduro, foi declarado vencedor das eleições presidenciais de domingo pela autoridade eleitoral, com perto de 70% dos votos, depois de contados quase todos os boletins.

  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29