sicnot

Perfil

Economia

Investir em Portugal é mais arriscado que o Brasil

​O risco de investir em Portugal ultrapassou hoje o Brasil, de acordo com o custo dos seguros de crédito realizados pelos investidores para garantirem o pagamento dos investimentos, noticia a agência de informação financeira Bloomberg.

"Os títulos de dívida do Brasil são menos arriscados que os da sua antiga colónia pela primeira vez em ano e meio, mostram os dados das transações", escreve a agência Bloomberg numa notícia publicada esta manhã, referindo-se aos títulos de dívida com um prazo de cinco anos de maturidade.

Os investidores "estão a apostar que o Presidente Michel Temer vai conseguir tirar o país sul-americano da sua pior recessão num século, enquanto a perspetiva de Portugal piorou face aos receios de que o crescimento europeu vá abrandar", acrescenta a notícia.

Os seguros que os investidores contratam para garantir o pagamento dos empréstimos (Credit Default Swaps - CDS) feitos a Portugal têm estado a subir desde o princípio deste ano, tendo atingido os 293,6 pontos base esta manhã, ao passo que os CDS do Brasil têm estado numa trajetória descendente desde o final de fevereiro.

"O Governo interino brasileiro parece estar a ir por bom caminho", comentou à Bloomberg o economista-chefe da casa de corretagem Modalmais, no Rio de Janeiro.

Com Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras