sicnot

Perfil

Economia

Despesa com salários congelada

Despesa com salários congelada

Na carta enviada a Bruxelas, o ministro das Finanças garante que o total da massa salarial paga aos funcionários públicos não vai aumentar em 2017. Esta pode ser uma das principais discussões entre os partidos que apoiam o Governo.

O Bloco de Esquerda já disse que ia batalhar por aumentos reais para a Função Pública no próximo ano. Mas Mário Centeno acaba de dar a resposta na carta a Bruxelas.

O ministro fez as contas e quer alinhar os gastos com a função pública com o ano de 2009, o último em que os trabalhadores do estado foram aumentados.

Na carta escrita à Comissão Europeia, Centeno garante que não haverá aumentos salariais nominais a ser implementados, o que siginifica que não há lugar a qualquer ajuste, nem pela inflação e muito menos acima.

Na carta enviada a Bruxelas, Mário Centeno acrescenta ainda que a reposição dos salários da função pública este ano não vai fazer derrapar as contas do Estado. A explicação surge para justificar que a reposição dos salários não terá custos extra para o Estado no próximo ano.

Bruxelas quer garantias e o Governo acena com duas almofadas que somam quase
600 milhões de euros, uma verba que irá ajudar o Governo a cumprir a previsão do défice.

  • Arménio Carlos quer melhores salários na função pública
    0:36

    Economia

    O secretário-geral da CGTP valoriza o que foi feito pelo Governo até ao momento com a reposição de salários, direitos e pensões, mas refere ser necessária uma melhor distribuição da riqueza. Afirma ainda que medidas de contenção não devem ser feitas nos salários da função pública porque afeta diretamente o desempenho dos trabalhadores.

  • Portugal está no caminho certo para eliminar o défice excessivo
    2:29

    Economia

    A Comissão Europeia vai discutir já na próxima quarta-feira as alegações que o Governo português fez chegar hoje a Bruxelas, para tentar impedir a aplicação de sanções. Na carta enviada à Comissão, o ministro das Finanças reafirma que Portugal está no caminho certo para eliminar o défice excessivo e garante que tem de reserva uma almofada, no Orçamento do Estado, que serve de plano B, em caso de derrapagem das contas públicas.

  • Aeroporto Cristiano Ronaldo? Nem todos os madeirenses estão de acordo
    2:21
  • Fatura da água a dobrar
    2:26

    Economia

    Desde o início do ano que a população de Celorico de Basto está a receber duas faturas da água para pagar. Tanto a Câmara como a Águas do Norte reclamam o direito a cobrar pelo serviço. Contactada pela SIC, a Entidade Reguladora esclarece que o município não pode emitir faturas e tem de devolver o dinheiro.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43

    Daesh

    Há suspeitas de que o Daesh tenha criado uma vala comum com cerca de seis mil corpos a sul de Mossul, no Iraque. A área em redor estará minada. A revelação é de uma equipa de reportagem da televisão britânica Sky News.

  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.