sicnot

Perfil

Economia

Exportação de diamantes em Angola rende 72,6 M€

Angola produziu e vendeu 760.939 quilates de diamantes em todo o mês de junho, num encaixe global de 80,5 milhões de dólares (72,6 milhões de euros), superior em mais de cinco por cento face ao registo de maio.

© Goran Tomasevic / Reuters

Os dados constam de uma informação do Ministério da Geologia e Minas a que a Lusa teve hoje acesso e indicam que as vendas de Angola cifraram-se, em média, nos 105 dólares por quilate, em junho, contra os 102 dólares do mês anterior.

De acordo com a mesma informação, o aumento da produção (2,28% em volume) aconteceu num período em que a produção na mina de Catoca na província da Lunda Sul - a quarta maior do mundo e responsável por seis milhões de quilates anuais, 75% da produção angolana - registou uma quebra de quase 5%. Em simultâneo, no mercado artesanal apenas duas operadoras compraram diamantes.

"Com relação ao valor das vendas, registou-se um aumento motivado pela qualidade dos quilates provenientes dos diferentes projetos, nomeadamente do Lulo, Somiluana, Camutué e Luó".

Angola produziu em junho de 2015 cerca de 748 mil quilates de diamantes, que renderam 92,1 milhões de dólares, a um preço médio de 124 dólares por quilate, registando por isso um aumento de volume de 1,7% e uma quebra de 13,3% na receita, face ao mesmo mês de 2016.

Depois do petróleo, os diamantes são o principal produto de exportação de Angola.

O presidente do conselho de administração da Empresa Nacional de Diamantes de Angola (Endiama), Carlos Sumbula, disse em janeiro passado que os países produtores diamantíferos pretendem reduzir a quantidade de pedras preciosas no mercado para travar a quebra nos preços.

Entre outros projetos, a Endiama já anunciou que a primeira fase de produção da nova mina de diamantes do Luaxe, no interior norte de Angola, "o maior kimberlito" descoberto no país e que poderá duplicar a produção nacional, arranca "nos primeiros meses de 2018".

Juntamente com os restantes parceiros do contrato de investimento mineiro do Luaxe, a Endiama e os russos da Alrosa preveem investir mil milhões de dólares (900 milhões de euros) naquela concessão, que poderá garantir uma produção anual de cerca de dez milhões de quilates.

A mina de Luaxe deverá representar reservas à volta de 350 milhões de quilates e conta com uma previsão de exploração de mais de 30 anos.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura durante a noite. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vitima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.