sicnot

Perfil

Economia

Banco Popular prepara redução de 3.000 empregados

© Rafael Marchante / Reuters

O espanhol Banco Popular quer reduzir até ao fim do ano o número de trabalhadores em 20%, cerca de 3.000 pessoas, noticia hoje o diário económico de Expansión.

Fonte oficial do Banco Popular, contactada pela Lusa, afirmou que a entidade não irá fazer, por enquanto, qualquer comentário à notícia, nem sequer se haverá quaisquer implicações na operação que tem, em Portugal.

A mesma fonte explicou que o banco já referiu em várias ocasiões a sua intenção de reduzir custos de forma progressiva, o que tem sido feito.

Segundo o Expansión, o Banco Popular vai apresentar em finais de setembro ou início de outubro um plano de redução de empregados de entre 2.500 e 3.000, o que equivale a entre 16% e 20% do número total de funcionários.

As mesmas fontes, citadas pelo diário, indicam que se irá abrir um programa de pré-reformas, recordando que há cerca de 3.000 empregados com mais de 55 anos de idade.

O banco vai apresentar os seus resultados do segundo trimestre do corrente ano a 29 de julho e ainda terá de fixar as condições a aplicar nesse programa que, segundo o Expansión, já foi debatido na reunião da administração realizada no início desta semana, mas que ainda não foi transmitido aos sindicatos.


Lusa

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46