sicnot

Perfil

Economia

Conselho de Ministros aprova 28 M€ para ensino profissional entre 2016-2019

(Arquivo)

© Maxim Shemetov / Reuters

O Conselho de Ministros aprovou hoje a realização de despesa com o ensino profissional num valor superior a 28 milhões de euros para o período entre 2016-2019, quase mais dois milhões de euros do que no triénio anterior.

"Foi autorizada a realização de despesa relativa aos apoios decorrentes da celebração de contratos-programa no âmbito do ensino profissional para o ciclo de formação 2016-2019 até ao montante global de 28.119.948 euros", lê-se no comunicado da reunião do Conselho de Ministros.

O valor hoje aprovado representa um aumento das verbas para o ensino profissional de quase dois milhões de euros: para o ciclo de formação 2015-2018 foram aprovados 26.268.390,30 euros.

"Esta aprovação vem permitir reforçar a oferta formativa e valorizar o ensino profissional, de modo a cumprir os compromissos e metas assumidos junto da União Europeia e no Programa Nacional de Reformas de ter 50% dos alunos do ensino secundário a frequentar cursos profissionais em 2020.


Lusa

  • Circulação retomada na A23, mais de 1.600 operacionais no combate às chamas

    País

    A circulação rodoviária na A23 foi completamente restabelecida ao início da manhã depois de ter estado cortada por causa dos incêndios que, no total, mobilizam mais de 1.600 operacionais e contam com reforço espanhol. Nos vários fogos que atingem o país estão 1.648 operacionais no terreno, apoiados por mais de 500 viaturas e 15 meios aéreos.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26

    País

    O candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures, André Ventura, foi entrevistado esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. Em análise, a polémica em torno das declarações do candidato sobre a comunidade cigana.

    Entrevista SIC Notícias

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.