sicnot

Perfil

Economia

Espanha pede a Bruxelas dois anos extras para baixar défice

O diário espanhol El País noticia hoje que Espanha pediu a Bruxelas dois anos extras para baixar o défice", comprometendo-se a diminuir para 3,0% do PIB o desequilíbrio das finanças públicas em 2018 e não em 2016.

"A incerteza política e o reconhecimento de que a evolução da receita vai pior do que o esperado levarão Luís de Guindos a pedir à UE para alargar em dois anos, até finais de 2018, o prazo para reduzir o défice abaixo dos 3,0%", refere o diário espanhol.

Segundo escreve o correspondente do El País em Bruxelas, "fontes do executivo confirmaram" terça-feira que Guindos, vai viajar hoje para a China "para negociar com Moscovici, esses dois anos adicionais".

Até agora, Luís de Guindos tinha-se mostrado partidário de a Espanha cumprir a regra europeia que prevê um défice público inferior a 3,0% do PIB um ano depois do inicialmente previsto, 2017 e não 2016, apesar de a Comissão Europeia ter oferecido na primavera um ano adicional, 2018.

"Tudo está em aberto", disse terça-feira o comissário europeu de nacionalidade espanhola Miguel Arias Cañete", a uma semana da decisão final sobre o procedimento de infração contra Espanha e Portugal.

A Comissão Europeia teve na terça-feira uma primeira discussão sobre o processo de sanções a Portugal e Espanha, mas ainda sem "quaisquer decisões" sobre multas e a questão da suspensão parcial de fundos só deverá ser apreciada em setembro.

Numa conferência de imprensa para dar conta das decisões tomadas pelo colégio de comissários na sua reunião semanal hoje realizada em Bruxelas, o vice-presidente Maros Sefcovic apontou que, relativamente à "primeira discussão sobre a situação orçamental em Espanha e Portugal", não foi tomada hoje qualquer decisão, devendo a Comissão voltar a discutir as propostas de multas "na próxima semana".

Já quanto ao congelamento parcial de fundos estruturais para 2017, a que a Comissão deve legalmente proceder uma vez desencadeado, a 12 de julho passado, pelo Conselho Ecofin, o processo de sanções aos dois países devido ao défice excessivo, a questão só deverá ser abordada na 'rentrée', já que o Parlamento Europeu solicitou ao executivo comunitário um "diálogo estruturado" sobre esta matéria, anunciou o comissário.

O ministro da Economia espanhol participa no próximo fim de semana numa reunião do G20 (os países mais ricos do mundo) em Chengdu, China, onde estarão presentes outros dirigentes europeus muito influentes no processo de infração em curso contra Espanha e Portugal.


Lusa

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.