sicnot

Perfil

Economia

Maria Luís diz que resposta do Governo a Bruxelas "poderia ser bastante melhorada"

A ex-ministra Maria Luís Albuquerque "não acredita, nem deixa de acreditar" que Portugal terá "sanções zero", e sublinha que o Governo tem os instrumentos para esse resultado, mas que a resposta que deu a Bruxelas "poderia ser bastante melhorada".

"Acho que a resposta que foi dada do ponto de vista técnico, aquela que é conhecida (...), parece-nos uma argumentação que, enfim, poderia ser seguramente bastante melhorada", disse Maria Luís Albuquerque, à margem da Grande Conferência Europa, uma iniciativa do Diário de Notícias e da Vodafone, que decorreu em Lisboa.

A ex-ministra das Finanças reiterou que "já foi dito claramente por parte das instâncias europeias que a aplicação de sanções zero ou suspensão de fundos depende daquilo que são as respostas que o executivo português dê" e da sua credibilidade junto das instâncias e dos parceiros europeus.

"Não acredito, nem deixo de acreditar [que Portugal será alvo de sanções zero], não estou por dentro das conversas que está a haver, acho que o Governo tem todos os instrumentos, todos os meios para garantir esse resultado. Se vai ou não consegui-lo, cabe ao Governo fazer esse trabalho", afirmou.

A Comissão Europeia teve na quarta-feira uma primeira discussão sobre o processo de sanções a Portugal e Espanha mas ainda sem "quaisquer decisões" sobre multas, e a questão da suspensão parcial de fundos só deverá ser apreciada em setembro.

Nas conclusões das alegações fundamentadas de Portugal enviadas a Bruxelas esta semana e assinadas pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, o Governo reitera que a adoção de sanções seria injusta, porque Portugal está "no caminho certo para eliminar o défice excessivo", e teria "um impacto altamente negativo" no apoio do povo português ao projeto europeu.


Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.