sicnot

Perfil

Economia

Mais de 20 mil trabalhadores ainda não receberam subsídio de Natal ou férias de 2015

Mais de 20 mil trabalhadores ainda não receberam subsídio de Natal ou férias de 2015

Mais de 20 mil trabalhadores continuam à espera do subsídio de compensação de Natal ou férias de 2015 que tem de ser pago pela Segurança Social. O ministério de Vieira da Silva diz que os pagamentos estão a ser feitos sem atrasos, mas admite já ter recebido pelo menos 700 queixas.

  • Segurança Social intensifica combate à fraude do subsídio de doença
    0:52

    País

    A Segurança Social está a fazer uma convocatória extraordinária para as juntas médicas. Há mais de 40 dias, cerca de 1.500 beneficiários do subsídio de doença estão a ser chamados para comprovar se estão ou não realmente aptos para voltar ao trabalho. Com isto, o Ministério da Segurança Social quer combater os casos de fraude e diminuir a despesa com subsídios de doença. O ministro Vieira da Silva promete intensificar a fiscalização ao subsídio nos próximos meses.

  • Cérebro do esquema que defraudou o Estado em 2M€ condenado a sete anos de prisão
    1:02

    País

    O cabecilha de um grupo de mais de cem pessoas, que entre 2005 e 2013 defraudou a segurança social em 2 milhões de euros, foi hoje condenado a sete anos de prisão. A fraude foi montada com a ajuda de um contabilista, um médico e um advogado. Mais de cem pessoas receberam subsídios a que não tinham direito ao longo de oito anos. O Tribunal de Gaia absolveu treze arguidos e as penas dos outros oscilaram entre um e sete anos.

  • Autárquicas: Ao 2º dia, "Atrás das Câmaras" em Fátima
    1:44
  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.