sicnot

Perfil

Economia

Estado arrecada mais de 18 milhões em impostos até junho

​O Estado português arrecadou 18.373 milhões de euros em impostos no primeiro semestre de 2016, mais 576,1 milhões (+3,2%) do que no mesmo período do ano passado devido, em grande parte, ao crescimento de 8,7% da receita dos impostos indiretos.

© Leonhard Foeger / Reuters

De acordo com a síntese da execução orçamental até junho hoje publicada pela Direção-Geral do Orçamento (DGO), entre janeiro e maio deste ano, entraram nos cofres do Estado 18.373 milhões de euros só em impostos, sendo que 10.869,6 foram de receitas de impostos indiretos e 7.503,4 milhões de euros foram de receitas de impostos diretos.

O aumento de 8,7% da receita dos impostos indiretos foi explicado pelo "desempenho favorável na cobrança da generalidade destes impostos", segundo a DGO,

Quanto ao Imposto sobre o Tabaco (IT), a DGO esclarece que "o aumento da receita em 52,9% foi influenciado pelo efeito normal de baixa introdução no consumo no início do ano económico de 2015, e que não tem correspondência em 2016 devido à entrada em vigor do OE apenas no final de março".

Já o aumento de 15% do Imposto sobre Veículos (ISV) deve-se ao "forte incremento que se tem vindo a verificar desde o ano transato nas vendas de veículos automóveis, admitindo-se ainda que os operadores tenham antecipado a regularização de veículos para antes da entrada em vigor do OE para 2016".

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.