sicnot

Perfil

Economia

Yahoo anuncia acordo com a Verizon

(Reuters/ Arquivo)

© Denis Balibouse / Reuters

O grupo norte-americano Yahoo anunciou hoje que chegou a acordo com o gigante de telecomunicações Verizon para a venda das suas atividades de internet por 4,8 mil milhões de dólares (4,4 mil milhões de euros).

Estas atividades incluem serviços como Yahoo News ou Yahoo Mail.

O presidente da Verizon, Lowell McAdam, indicou em comunicado que as atividades da Yahoo serão integradas na mesma divisão que as da AOL, que adquiriu no ano passado, para criar "um grupo internacional de 'media' de primeira linha e ajudar a acelerar as receitas em publicidade 'online'".

A Yahoo atravessa uma longa crise há vários anos, que levou a uma forte desvalorização do seu valor de mercado, que chegou a superar os 125 mil milhões de dólares (114 mil milhões de euros).

Recentemente apresentou um prejuízo de 537 milhões de dólares (489 milhões de euros) no primeiro semestre, montante que compara com o lucro de 2,9 milhões de dólares (2,6 milhões de euros) obtido em igual período do ano passado.

"O grupo Yahoo mudou o mundo e vai continuar a fazê-lo através da sua união com a Verizon e a AOL", indicou a diretora-geral da Yahoo, Marissa Mayer, em comunicado.

Mayer deverá deixar o grupo quando o negócio estiver concluído, em 2017, avançou no domingo o jornal The New York Times.

Lusa

  • Governo vai avaliar situação da associação Raríssimas
    1:41

    País

    O Governo promete avaliar a situação da instituição Raríssimas e agir em conformidade, depois da denúncia de alegadas irregularidades na gestão financeira. A presidente da instituição terá usado dinheiro da Raríssimas para gastos pessoais como vestidos de alta-costura e alimentação. Esta é uma instituição que apoia doentes e famílias que convivem de perto com doenças raras. 

  • Diáconos permanentes: quem são e que cargo ocupam na comunidade católica
    10:04
  • Múmia quase intacta descoberta em Luxor
    1:23

    Mundo

    O Egito anunciou, este sábado, a descoberta de dois pequenos túmulos com 3.500 anos na cidade de Luxor. Foram também encontrados uma múmia em bom estado de conservação, uma estátua do deus Ámon Ra e centenas de artefactos de madeira e cerâmica ou pinturas intactas.