sicnot

Perfil

Economia

Reserva Federal deixa taxas de juro inalteradas e aponta diminuição de riscos

A Reserva Federal (Fed), banco central norte-americano, deixou hoje as taxas de juro inalteradas e considerou que os riscos económicos para os Estados Unidos "diminuíram".

Após dois dias de reunião, o comité de política monetária da Fed não manifestou particular preocupação em relação ao 'Brexit' (saída britânica da União Europeia) e insistiu no "reforço" do mercado de trabalho norte-americano, abrindo caminho a uma possível subida das taxas de juro em setembro.

"O mercado de trabalho reforçou-se e a atividade económica avançou a um ritmo moderado", afirma o comunicado divulgado após a reunião, acrescentando que houve uma "forte" criação de emprego em junho que pôs fim a dúvidas sobre a solidez da recuperação.

Na primeira reunião de política monetária realizada após o referendo britânico favorável a uma saída da União Europeia, a Fed parece sugerir que o impacto será fraco nos Estados Unidos.

O banco central dos Estados Unidos disse que vai continuar atento "à evolução da situação económica e financeira mundial", mas referiu que considera que "os riscos a médio prazo diminuíram", um diagnóstico relativamente otimista que poderá abrir caminho a uma possível subida das taxas de juro na reunião de 20 e 21 de setembro.

As taxas de juro de referência estão atualmente entre 0,25% e 0,50%, depois de uma subida em dezembro que pôs fim a sete anos de uma política de taxas próximas de zero.

Um dos 10 membros do comité de política monetária, Esther George, manifestou a sua oposição a esta decisão e defendeu que as taxas de juro deveriam subir agora, indica o comunicado.

Lusa

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46