sicnot

Perfil

Economia

Sanção zero para Portugal

© Francois Lenoir / Reuters

Bruxelas propõe não aplicar multas a Portugal e Espanha pelo défice excessivo no ano passado. A decisão da Comissão Europeia terá agora que ser validada pelo Ecofin.

Última atualização às 13:25

É oficial, a decisão foi anunciada ao final da manhã em conferência de imprensa, pelo vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis, em Bruxelas.

Depois de uma reunião de três horas, o colégio de comissários europeus decidiu avançar com a chamada sanção zero. Sendo assim, Portugal não vai ter de fazer nenhum pagamento por não ter cumprido a meta do défice no ano passado.

Bruxelas justifica a decisão com os esforços demonstrados por Portugal e Espanha, sublinhando que é necessário respeitar as regras europeias.

Por decidir está o congelamento dos fundos estruturais, como sanção por os países terem violado as metas orçamentais, mas só acontecerá depois de um diálogo estruturado entre a Comissão Europeia e o Parlamento Europeu.

Cabe agora ao Ecofin aprovar a proposta de sanção simbólica aos dois países. O conselho de ministros das Finanças europeus reúne-se na próxima semana, com poderes de veto.

Quer isto dizer que a decisão da Comissão de não aplicar multas aos países que falharam a meta do défice ainda pode ser revertida pelo Ecofin. Para isso, precisará de uma maioria qualificada de países.

Portugal com mais um ano para corrigir défice excessivo

A Comissão Europeia recomendou também que Portugal corrija o seu défice excessivo até 2016: "tendo em conta as situações económicas e orçamentais, a Comissão recomendou que Portugal corrija o défice excessivo até 2016 e que Espanha o faça até 2018, o mais tardar".

Anteriormente, Portugal estava obrigado a reduzir o seu défice para um valor abaixo dos 3% do PIB até ao final de 2015.

Segundo a mesma informação da Comissão Europeia divulgada hoje, a decisão tomada "está em linha com os compromissos que os dois Estados-membros já anunciaram e reflete a abordagem prudente da Comissão no atual ambiente".

Com Lusa

  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.