sicnot

Perfil

Economia

Supervisor dos Seguros dá luz verde à OPA do CaixaBank sobre o BPI

© Albert Gea / Reuters

A Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) deu luz verde à Oferta Pública de Aquisição (OPA) do CaixaBank sobre o BPI, indica o regulador na sua página na internet.

De acordo com a deliberação da reunião do regulador dos seguros, no passado dia 21 de julho, o conselho de administração decidiu "não se opor à aquisição indireta pelo CaixaBank das ações representativas da totalidade do capital social e dos direitos de voto da BPI Vida e Pensões - Companhia de Seguros, S.A., de ações representativas de 50% do capital social e dos direitos de voto da COSEC - Companhia de Seguro de Créditos, S.A., e de ações representativas de 35% do capital social e dos direitos de voto da Companhia de Seguros Allianz Portugal, S.A".

No passado dia 18 de abril, o CaixaBank obteve a luz verde da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) para lançar uma OPA sobre as ações do BPI que ainda não controla, oferecendo um preço de 1,113 euros por ação no anúncio preliminar da operação.

Esta oferta do banco catalão, que detém 44,1% do Banco BPI, está condicionada à eliminação do atual limite dos seus direitos de voto, e ocorreu a pouco menos de um ano passado sobre o fim da última oferta feita pelo banco para adquirir no mercado as ações do BPI que ainda não controla.

Esta foi a reação do CaixaBank ao falhanço das negociações com a Santoro Finance, controlada pela empresária Isabel dos Santos, para resolver o problema da elevada exposição do banco português a Angola.

No ano passado, o CaixaBank lançou uma OPA sobre o BPI, que acabou falhada por não ter sido conseguida a desblindagem dos direitos de voto, condição considerada essencial para a operação avançar.

Então, foi oferecido 1,329 euros por cada ação, o que valorizava o banco português em perto de 1,9 mil milhões de euros.

Já na OPA voluntária anunciada a 18 de abril, o banco catalão ofereceu 1,113 euros, avaliando o BPI em 1,6 mil milhões de euros.

Na terça-feira, em conferência de imprensa de apresentação de resultados, o presidente executivo do BPI, Fernando Ulrich, considerou o Caixabank um "parceiro fundamental", que ficou no banco nos bons e maus momentos.

O banco BPI registou um resultado líquido de 105,9 milhões de euros entre janeiro e junho, uma subida homóloga de 39,1% face ao lucro apurado em igual período do ano passado, revelou a instituição.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.