sicnot

Perfil

Economia

Cerca de 150 trabalhadores deverão sair do Santander Totta até ao início de 2017

STEVEN GOVERNO

O presidente do Santander Totta, Vieira Monteiro, disse hoje que o banco espera a saída de 150 trabalhadores até início do próximo ano, devido, quer à integração do Banif, como necessidade de menos efetivos pela evolução tecnológica do setor.

"Podem vir a acontecer saídas normais, feitas fundamentalmente em reformas antecipadas e rescisões amigáveis", disse António Vieira Monteiro em conferência de imprensa.

Já questionado sobre o número que poderá ser expectável, referiu que "podem ser 100 a 150" pessoas que vão sair, justificando que essas saídas têm que ver com a integração dos ativos e passivos do Banif - o banco está a fundir as agências com que ficou do Banif às da marca Santander Totta, processo que deverá estar concluído até final do ano - mas também com as alterações de processos no setor bancário.

"As inovações tecnológicas fazem com que as pessoas vão muito menos a agências bancárias, algumas dizem que vão lá uma vez por ano para cumprimentar o gerente de conta, e tudo isto significa alterações em termos de futuro", afirmou o responsável pelo banco português detido pelo espanhol Santander.

No primeiro semestre, acrescentou ainda Vieira Monteiro, saíram do banco cerca de "60 a 70 pessoas".

Em 2015, tinham saído 25 pessoas em termos líquidos, a menor saída de pessoal dos principais bancos portuguesas, segundo as contas anuais publicadas no início deste ano.

O Santander Totta banco tinha, no final do primeiro semestre, cerca de 6.700 trabalhadores incluindo aqueles com que ficou do Banif.

Hoje foi conhecido que o banco teve lucros de 196,2 milhões de euros entre janeiro e junho, mais 89,5% do que no primeiro semestre do ano passado.


Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.