sicnot

Perfil

Economia

Fitch considera que cancelamento de sanções prejudica credibilidade

A agência de notação Fitch considera que a decisão da Comissão Europeia de cancelar as multas a Portugal e Espanha por défice excessivo afeta a credibilidade das regras orçamentais da zona euro.

Em comunicado divulgado hoje, a Fitch afirma que o ritmo de consolidação orçamental na Europa abrandou e que a política europeia se afastou de assuntos como a disciplina orçamental e as reformas económicas.

"A Comissão Europeia e muitos governos da zona euro afastaram-se de uma interpretação estrita das regras orçamentais europeias, favorecendo uma política orçamental mais laxista", afirma a Fitch, salientando que o resultado no curto prazo pode ser um apoio ao crescimento, mas que acaba por "prejudicar a credibilidade orçamental da zona euro" quando o elevado endividamento público continua a limitar muitos países da região.

Na quarta-feira, a Comissão Europeia anunciou que decidiu recomendar a suspensão da multa a Portugal e Espanha no quadro do processo de sanções devido ao défice excessivo.

O executivo comunitário indicou que decidiu propor a anulação das multas tendo em conta os argumentos apresentados pelos governos dos dois países, os esforços de reformas que foram feitos, os desafios económicos que os dois Estados-membros enfrentam e, por fim, os compromissos assumidos por Lisboa e Madrid relativamente ao cumprimento das regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento.

Lusa

  • Da esquerda à direita, as reações ao cancelamento de sanções

    Economia

    O Governo diz que a decisão de Bruxelas de anular a aplicação de sanções é uma boa notícia. Também para o PSD, hoje é um dia bom para Portugal. O CDS fica igualmente mas pede ao Executivo para tirar Portugal do "radar" das sanções. Já o PCP considera que a decisão é uma forma de manter a chantagem e a pressão. Para o Bloco de Esquerda, é um sinal que vale a pena lutar pelo país na Europa.

  • "Quando nos unimos em torno de causas justas, vencemos"
    0:55

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que a não existência de sanções é uma vitória de Portugal e de todos os portugueses, de todos os partidos políticos, dos que governam e dos que governavam nos últimos quatro anos. Na mensagem a partir de Belém, o Presidente da República lembrou ainda que a decisão da Comissão Europeia mostra também que quando o país se une, o país consegue.

  • "Vale a pena jogar o jogo das regras europeias"
    1:41

    Economia

    Augusto Santos Silva diz que a decisão de Bruxelas, de anular a aplicação de sanções, é uma boa notícia para Portugal e para a Europa. Na primeira reação à decisão da Comissão Europeia, o ministro dos Negócios Estrangeiros diz que esta decisão mostra que a razão estava do lado de Portugal e que vale a pena jogar o jogo das regras europeias.

  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira