sicnot

Perfil

Economia

Números do desemprego são sinal de aceleração da economia

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, disse esta quinta-feira que os dados do desemprego para o segundo trimestre apontam para uma aceleração da economia portuguesa, depois de um primeiro trimestre de manutenção do "arrefecimento".

"Depois de um primeiro trimestre em que o crescimento continuou o processo de arrefecimento que vinha do ano passado, temos um segundo trimestre em que parece começar a haver sinais de que há uma aceleração da economia e de que algumas das políticas que estamos a fazer, nomeadamente de mobilização dos fundos comunitários, mobilização da capacidade de investimento, estão a ter resultados", afirmou Caldeira Cabral aos jornalistas no final de uma visita à exposição de mobiliário "Seven Seas", no Terminal de Cruzeiros de Leixões, a convite da Câmara Municipal de Paços de Ferreira.

Questionado sobre se está preocupado que uma eventual aplicação de sanções possa no futuro vir a incidir sobre os fundos comunitários, o ministro da Economia sublinhou tratar-se de uma discussão que "é um balão cheio de nada", preferindo "falar das exportações de mobiliário que estão a crescer a 15%".

Sobre os dados do desemprego hoje divulgados, Caldeira Cabral realçou ser "um crescimento do emprego muito importante e é uma redução importante do desemprego".

"Portugal estava no final do ano passado com a economia em arrefecimento e tem estado, depois do primeiro trimestre, em que ainda esteve a ajustar, a ter sinais muito animadores. O crescimento do emprego no segundo trimestre é muito animador e a descida do desemprego que traz consigo é também muito positiva e é nisso que estamos a trabalhar", declarou o ministro.

A taxa de desemprego terá ficado inalterada em junho nos 11,2%, depois da estimativa definitiva da taxa de desemprego para maio ter sido revista em menos 0,4 pontos percentuais face à estimativa provisória, de acordo com dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

"A estimativa provisória da população desempregada para junho de 2016 foi de 568,8 mil pessoas, o que representa um decréscimo de 0,7% face ao valor definitivo obtido para maio de 2016 (menos 4,0 mil pessoas)", refere o INE.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.