sicnot

Perfil

Economia

Vem aí o TotoSorteio e o Euromilhões fica mais caro

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

O Conselho de Ministros aprovou hoje o regime jurídico de um novo jogo social sobre sorteio de números. O TotoSorteio será explorado pela Santa Casa em conjunto com o Euromilhões, cujo valor da aposta também subirá, a partir de outubro.

A criação do novo jogo TotoSorteio pretende "combater a oferta ilegal que se verifica existir neste tipo de sorteios de números, assim como equiparar as regras nacionais do jogo Euromilhões às restantes Lotarias da União Europeia", refere um comunicado do Conselho de Ministros.

Segundo o regime jurídico, "a participação no Euromilhões implica a participação no Totosorteio e a participação no Totosorteio implica a participação no Euromilhões".

O novo jogo consiste num sorteio de números em que os apostadores portugueses ficam habilitados, semanalmente, a um prémio garantido no valor de um milhão de euros.

O TotoSorteio terá o preço de 0,30 euros por aposta, além do valor da aposta no Euromilhões, que por sua vez será atualizada para 2,20 euros. Ou seja, o total da aposta passará para 2,50 euros.

O Conselho de Ministros refere que a criação deste jogo visa canalizar a "oferta ilegal", para "a oferta legal, em estritas condições de segurança, integridade e transparência, as quais são garantidas pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa", a quem foi concedida a organização e exploração do jogo.

"É assegurado que os resultados líquidos destas apostas continuem destinados a fins de interesse público", acrescenta.

Com Lusa

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48