sicnot

Perfil

Economia

BCP revela que passou nos testes de "stress" no cenário mais adverso

O presidente do BCP disse esta sexta-feira que o banco passou nos testes de "stress" do Banco Central Europeu (BCE) no cenário mais adverso, ao contrário do que tinha acontecido em 2014.

"Os resultados comprovam a evolução favorável do BCP, (...) confirmam o trabalho muito forte, muito exigente que está a ser conseguido por todos os que estão a colaborar com o banco", afirmou Nuno Amado em conferência de imprensa.

O BCP divulgou hoje que, nos resultados dos testes de resistência do Banco Central Europeu (BCE), que avaliam a resistência do banco perante uma degradação económica e financeira, ficou com um rácio de 7%, acima do valor de referência de 5,5% que cada banco precisava de ter.

Nos últimos testes de 'stress' gerais à banca europeia, em 2014, o BCP chumbou ao serem identificadas necessidades de capital no cenário mais adverso.

O Novo Banco na altura não participou nesses exercícios, por ainda estar a consolidar o seu perímetro patrimonial, e um ano depois viria a chumbar também no cenário severo.

Lusa

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43
  • Aquarius foi um "antes e depois"
    3:26