sicnot

Perfil

Economia

CaixaBank ganha 638 M€ no 1º semestre de 2016, menos 9,9% que em 2015

© Albert Gea / Reuters

O espanhol CaixaBank, maior acionista do português BPI, teve um lucro de 638 milhões de euros no primeiro semestre de 2016, uma diminuição de 9,9 % face ao período homólogo, incluindo impactos extraordinários associados à integração do Barclays.

Segundo informação prestada hoje pelo banco catalão à CNMV (Comissão Nacional do Mercado de valores espanhola), o benefício alcançado foi "apoiado na receita bancária, na contenção de despesas e na redução das dotações".

O CaixaBank recorda que os resultados verificados no primeiro semestre de 2015 incluíam "impactos singulares" associados à integração do Barclays Bank.

Por outro lado, o resultado antes de impostos no primeiro semestre do corrente ano é de 888 milhões de euros, um aumento de 59,4% em relação ao primeiro semestre de 2015.

O resultado atribuído ao negócio bancário e de seguros, excluindo a atividade imobiliária e as participadas, ascende a 943 milhões de euros, informa o banco.

De acordo com o CaixaBank, a evolução do crédito confirma a tendência de recuperação, com um crescimento de 1,0% em 2016, até 208.486 milhões de euros, devido à "sólida melhoria" dos novos créditos desde junho de 2015.

Também se verificou um crescimento dos recursos dos clientes, que ascendiam a 304.465 milhões de euros (+2,7%, 7.866 milhões no primeiro semestre), com uma variação trimestral de 3,0%.

Lusa

  • Lei que permite a entrada de animais em espaços de restauração gera dúvidas
    2:23

    País

    A lei que permite a entrada de animais de companhia em estabelecimentos de restauração, que entrou hoje em vigor, está a gerar dúvidas para os proprietários. Até ao momento são poucos os estabelecimentos que aderiram e a previsão é para que assim continue. A DECO questionou 1800 pessoas sobre a presença dos animais nos restaurantes e apenas 25% votou a favor.

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes