sicnot

Perfil

Economia

Desemprego na zona euro e UE mantém níveis mais baixos dos últimos anos

(Lusa/Arquivo)

© Marcelo del Pozo / Reuters

A taxa de desemprego na zona euro e no conjunto da União Europeia manteve-se estável em junho face ao mês anterior, nos 10,1% e 8,5%, respetivamente, permanecendo assim nos valores mais baixos dos últimos anos, revela hoje o Eurostat.

De acordo com os dados do gabinete oficial de estatísticas da UE, a taxa de desemprego na zona euro representa um recuo em termos homólogos, face aos 11,0% registados em junho do ano passado, e permanece no valor mais baixo desde julho de 2011, enquanto na UE a 28 a taxa de 8,5% fica um ponto abaixo daquela verificada há um ano (9,5%), e continua a ser a mais baixa desde março de 2009.

Portugal acompanhou esta tendência, ao registar em julho uma taxa de desemprego estável face ao mês anterior, de 11,2% (contra 12,3% em junho de 2015), que permanece como a sexta mais elevada da UE, atrás de Grécia (23,3%, valor de abril), Espanha (19,9%), Croácia (13,2%), Chipre (11,7%) e Itália (11,6%).

No extremo oposto, os Estados-membros com taxas de desemprego mais baixas em junho foram Malta (4,0%), República Checa (4,1%) e Alemanha (4,2%).

No que respeita ao desemprego jovem, a taxa recuou ligeiramente tanto na zona euro (de 20,9% em maio para 20,8% em junho) como no conjunto da União (de 18,7% em maio para 18,5% em junho), sendo as quedas mais significativas em termos homólogos, pois um ano antes fixavam-se nos 22,5% e 20,6%, respetivamente.

Malta (6,9%) e Alemanha (7,2%) registaram as menores taxas de desemprego jovem, enquanto a Grécia (47,4% em abril) e a Espanha (45,8%) continuam a ter as mais elevadas.

Em Portugal, a taxa de desemprego jovem recuou para os 27,2%, face aos 28,1% no mês anterior e 31,8% em termos homólogos.


Lusa

  • O poder da linguagem corporal nos tribunais
    9:12
  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42

    Mundo

    Depois da crise dos telemóveis Samsung Note 7 com bateria defeituosa que podia explodir, a marca tinha que lançar um aparelho inovador. O S8 foi anunciado esta quarta-feira em Londres. O repórter da SIC, Lourenço Medeiros, foi ver como é.

    Enviado SIC