sicnot

Perfil

Economia

Desemprego na zona euro e UE mantém níveis mais baixos dos últimos anos

(Lusa/Arquivo)

© Marcelo del Pozo / Reuters

A taxa de desemprego na zona euro e no conjunto da União Europeia manteve-se estável em junho face ao mês anterior, nos 10,1% e 8,5%, respetivamente, permanecendo assim nos valores mais baixos dos últimos anos, revela hoje o Eurostat.

De acordo com os dados do gabinete oficial de estatísticas da UE, a taxa de desemprego na zona euro representa um recuo em termos homólogos, face aos 11,0% registados em junho do ano passado, e permanece no valor mais baixo desde julho de 2011, enquanto na UE a 28 a taxa de 8,5% fica um ponto abaixo daquela verificada há um ano (9,5%), e continua a ser a mais baixa desde março de 2009.

Portugal acompanhou esta tendência, ao registar em julho uma taxa de desemprego estável face ao mês anterior, de 11,2% (contra 12,3% em junho de 2015), que permanece como a sexta mais elevada da UE, atrás de Grécia (23,3%, valor de abril), Espanha (19,9%), Croácia (13,2%), Chipre (11,7%) e Itália (11,6%).

No extremo oposto, os Estados-membros com taxas de desemprego mais baixas em junho foram Malta (4,0%), República Checa (4,1%) e Alemanha (4,2%).

No que respeita ao desemprego jovem, a taxa recuou ligeiramente tanto na zona euro (de 20,9% em maio para 20,8% em junho) como no conjunto da União (de 18,7% em maio para 18,5% em junho), sendo as quedas mais significativas em termos homólogos, pois um ano antes fixavam-se nos 22,5% e 20,6%, respetivamente.

Malta (6,9%) e Alemanha (7,2%) registaram as menores taxas de desemprego jovem, enquanto a Grécia (47,4% em abril) e a Espanha (45,8%) continuam a ter as mais elevadas.

Em Portugal, a taxa de desemprego jovem recuou para os 27,2%, face aos 28,1% no mês anterior e 31,8% em termos homólogos.


Lusa

  • Chamas passaram por cima da A23
    1:06

    País

    A A23 esteve cortada ao longo do dia por causa do fumo e das chamas. Em direto para a SIC Notícias, perto das 18h30, os repórteres da SIC presenciaram o momento em que o fogo passou por cima da autoestrada da Beira Interior.

  • Várias povoações evacuadas no concelho de Nisa

    País

    Várias povoações do concelho de Nisa, no distrito de Portalegre, foram esta quarta-feira à noite evacuadas, devido à ameaça do incêndio que lavra no concelho, disse à agência Lusa a presidente do município, Idalina Trindade.

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14