sicnot

Perfil

Economia

Ecofin não vai opor-se à multa zero

Notícia SIC

Os ministros das Finanças da União Europeia vão confirmar o cancelamento da multa a Portugal. A multa zero deve ser confirmada a 9 de agosto.

Segundo fontes comunitárias e diplomáticas, a maioria dos países está de acordo com a proposta que a Comissão Europeia apresentou.

Os ministros das Finanças reuniram-se hoje por teleconferência, com algumas vozes a manifestarem-se contra o cancelamento da multa a Portugal.

A Holanda, por exemplo, teve uma uma posição mais dura. Contudo, não chega para anular a decisão.

Deste modo, Portugal deverá ver mesmo perdoada a multa por causa da derrapagem das contas do Estado em 2015.

  • "O passado é o passado e isso nenhuma multa vai mudar"
    2:58

    Economia

    Quando os comissários começaram a reunião para decidir sobre as sanções a aplicar ninguém podia arriscar um prognóstico. Entre Lisboa e Bruxelas foram várias as horas passadas ao telefone. Valeram os esforços diplomáticos que incluiram Marcelo, Costa e o comissário Carlos Moedas e ainda a ajuda decisiva do Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

  • Costa reclama "grande vitória" e nega medidas adicionais

    Economia

    O primeiro-ministro diz que a decisão da Comissão Europeia de não aplicar uma multa a Portugal foi uma "grande vitória" para o país e para a Europa. António Costa recorreu ao Twitter para garantir que não há novas medidas adicionais e que as que vão ser tomadas são as previstas no Orçamento de Estado e na carta dirigida a Bruxelas.

  • Decisão final da multa a Portugal cabe ao ECOFIN
    2:26

    Economia

    Bruxelas propôs o cancelamento da multa a Portugal e a Espanha. A decisão final está agora nas mãos dos ministros das Finanças da União Europeia. Contudo, a Comissão Europeia defende que é uma proposta dentro das regras e que é compreendida pelos cidadãos europeus.

  • Obras de remodelação calam Big Ben
    1:18

    Mundo

    Na próxima segunda-feira, os sinos do Big Ben, o famoso relógio de Londres, vão ficar em silêncio. As obras de restauro só estarão concluídas daqui a quatro anos.