sicnot

Perfil

Economia

Comissário europeu alemão avisa Portugal e Espanha para porem contas em ordem

OLIVIER HOSLET/ REUTERS

O comissário europeu para a Economia Digital avisou Espanha e Portugal que devem "pôr em ordem, com urgência", as contas públicas, se não querem "colocar em risco" as transferências de milhões de euros dos fundos estruturais.

"Temos uma segunda opção. A nossa ameaça de corte nos fundos estruturais do orçamento europeu é séria", disse Günhter Oettinger ao semanário alemão Der Spiegel, depois de a Comissão Europeia ter decidido anular a multa a Espanha e Portugal por incumprimento dos seus compromissos para reduzir o défice público.

Na reunião do colégio de comissários, na qual foi adotada a decisão que defendeu "claramente" a imposição de multas "moderadas", outros colegas defenderam sanções na aplicação do Pacto de Estabilidade e Crescimento, disse o comissário europeu.

Este acordo, afirma, não está morto, porque ainda há a opção de cortar os fundos estruturais que os dois países recebem, se não cumprirem as recomendações e os objetivos orçamentais estabelecidos.

A reunião dos comissários foi precedida, segundo diversas fontes, de chamadas do ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, a alguns comissários "populares" para evitar as multas aos dois países.

Oettinger reconheceu que no debate das sanções uns e outros tentaram passar a "batata quente" e destacaram a necessidade de evitar que os partidos políticos desempenhem um papel cada vez maior na Europa.

Na reunião da passada quarta-feira passada, que durou cerca de três horas, a Comissão Europeia decidiu por consenso cancelar as sanções a Espanha e Portugal em troca da aplicação de duros ajustes.

Lusa

  • Ecofin deverá confirmar o cancelamento da multa a Portugal
    1:30

    Economia

    Os ministros das Finanças da União Europeia deverão confirmar o cancelamento da multa a Portugal. De acordo com fontes europeias e diplomáticas, a maioria dos países está de acordo com a proposta da Comissão Europeia. A decisão final deverá ser conhecida a 9 de agosto.

  • "O passado é o passado e isso nenhuma multa vai mudar"
    2:58

    Economia

    Quando os comissários começaram a reunião para decidir sobre as sanções a aplicar ninguém podia arriscar um prognóstico. Entre Lisboa e Bruxelas foram várias as horas passadas ao telefone. Valeram os esforços diplomáticos que incluiram Marcelo, Costa e o comissário Carlos Moedas e ainda a ajuda decisiva do Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.