sicnot

Perfil

Economia

Ministro da Economia desvaloriza subida da dívida pública

ANDR\303\211 KOSTERS

O ministro da Economia desvalorizou a subida da dívida pública, hoje conhecida, explicando que aquela "evoluiu dentro de um padrão" e que como está "em linha" com o crescimento nominal existe uma "estabilização" do rácio de endividamento.

Em Braga, à margem de visitas a empresas do distrito, Caldeira Cabral considerou que o "importante" é que a dívida pública "cresça menos" do que a economia e que haja "contenção" nas contas públicas.

A dívida pública portuguesa subiu 2,4 mil milhões de euros em junho, relativamente a maio, totalizando 240 mil milhões de euros no final do primeiro semestre, de acordo com informação hoje divulgada pelo Banco de Portugal (BdP).

"É uma evolução que vem dentro de um padrão, é um aumento de 3%, que desde que esteja em linha com o crescimento nominal, e é o que se está a ver, significa uma estabilização do rácio do endividamento", afirmou Caldeira Cabral quando confrontado com aqueles dados do BdP.

Segundo o titular da pasta da Economia, "mais importante é garantir que há uma trajetória de crescimento da economia e contenção nas contas públicas" o que, segundo Caldeira Cabral, "garante um controlo do endividamento e uma redução do rácio de endividamento e é isso que está previsto para esta legislatura".

O ministro referiu que "a dívida pública vai continuar a crescer dentro do padrão em que vinha".

"Se crescer menos do que a economia vamos ter uma diminuição do rácio de endividamento", concluiu.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.