sicnot

Perfil

Economia

Auditoria aponta deficiências ao Fundo para reabilitação de imóveis do Estado

SIC/Arquivo

​Uma auditoria do Tribunal de Contas revelou que o Fundo de Reabilitação e Conservação Patrimonial (FRCP) apresentou "deficiências" na prestação de contas em 2013 e 2014 e contribuiu pouco para a reabilitação e conservação dos imóveis do Estado.

De acordo com a auditoria do Tribunal de Contas (TdC) à atividade do Fundo criado para reabilitar imóveis públicos, o FRCP aumentou ligeiramente a sua contribuição para a conservação dos imóveis do Estado em 2013 e 2014, passando de 3% para 14% dos recursos que lhe foram atribuídos, apesar de esta contribuição ser ainda "diminuta".

"De 2013 até final do primeiro trimestre de 2015 foram apresentadas 89 candidaturas ao financiamento de 35 milhões de euros, tendo sido aprovadas 45 candidaturas, por 9,6 milhões de euros, e celebrados 48 contratos de financiamento, por 7,9 milhões de euros", destacou o TdC.

No entanto, segundo o documento, no final de 2014 o Fundo tinha disponíveis 41,7 milhões de euros, tendo gasto apenas 6,8 milhões de euros no financiamento de operações de intervenção em imóveis do Estado, "estando 96% dessas disponibilidades aplicadas em certificados especiais de dívida pública de curto prazo (CEDIC)".

A auditoria considerou que a atividade do FRCP "tem sido condicionada por deficiências na instrução das candidaturas apresentadas pelas Unidades de Gestão Patrimonial e pelas restrições orçamentais das entidades beneficiárias", o que explica que estejam pendentes sete candidaturas "admitidas sem elementos necessários (desde 2011) e 14 contratos de financiamento relativamente aos quais está ainda por executar 96% do valor contratualizado".

Tal como já tinha sido detetado na auditoria anterior, o TdC considerou que "subsistem como deficiências importantes" um inadequado sistema de gestão de candidaturas e o incumprimento sistemático dos prazos legais para apreciação de candidaturas e para a celebração de contratos de financiamento.

Em relação à auditoria anterior, o TdC realçou ainda que "subsistem, no essencial, as insuficiências detetadas" em matéria "de prestação de contas, de contabilização das operações e de gestão das candidaturas".

"Parte importante dessas deficiências subsiste por falta de acolhimento das recomendações formuladas pelo Tribunal ao Ministério das Finanças, à Direção-Geral do Tesouro e Finanças, à Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública e às Unidades de Gestão Patrimonial dos diferentes ministérios", sublinhou o relatório do TdC.

O TdC apontou que "a contabilização orçamental das respetivas receitas e despesas é deficiente e inapropriada, contrariando princípios e regras orçamentais, princípios da execução orçamental e o regime legal de contabilização das receitas do Estado ao arrepio, aliás, de recomendações reiteradas do Tribunal".

Na auditoria anterior, o TdC tinha salientado que o Fundo, criado em 2009 para a reabilitação e conservação dos imóveis do Estado, recebeu 147 candidaturas até ao final e 2012, mas apenas tinha financiado intervenções em quatro imóveis com 1,3 milhões de euros, apesar de ter então mais de 44 milhões de euros disponíveis.

O TdC instou então o Governo a tomar "as iniciativas adequadas para suprir as insuficiências detetadas" e a introduzir reformas no funcionamento do Fundo.

Lusa

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC