sicnot

Perfil

Economia

Confiança dos consumidores portugueses evoluiu nos últimos trimestres

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

O índice de confiança dos consumidores portugueses tem evoluído positivamente ao longo dos últimos trimestres, "o que dá sinais de recuperação de um período de crise", revela o relatório internacional Nielsen "Estudo Global de Confiança dos Consumidores" hoje divulgado.

"Apesar de um decréscimo face ao trimestre passado, Portugal continua a apresentar valores históricos, tendo alcançado 65 pontos, mais oito pontos face ao período homólogo", refere o estudo, que contou com uma amostra de 503 inquiridos em Portugal.

"A média global manteve os 98 pontos do período anterior, ao passo que na União Europeia o índice de confiança aumentou para os 79 pontos (mais um ponto percentual)", adianta.

"O índice de confiança dos consumidores portugueses tem mostrado uma tendência de evolução constante ao longo dos últimos trimestres", aponta o relatório, salientando que isso "dá sinais de recuperação de um período de crise".

De acordo com o relatório internacional da Nielsen, o que preocupa mais os portugueses (29%) é o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

"Os restantes países europeus não atribuem tanta importância a este fator, que ocupa apenas o 11.º lugar no top das preocupações europeias (8%)", referem.

A saúde é também uma das principais preocupações dos consumidores portugueses (27%), tal como a segurança profissional (26%) e economia (19%).

Relativamente às perspetivas dos portugueses para os próximos 12 meses, quase um terço (29%) dos inquiridos portugueses respondeu estar otimista face às suas finanças pessoais, um quinto disse acreditar que para o próximo ano "será a melhor altura para comprar" o que precisam e 14% afirmou-se satisfeito com as perspetivas de emprego (mais três pontos percentuais face ao período homólogo).

Mais de metade dos portugueses (59%) admite ter modificado os seus hábitos de consumo de forma a poupar.

O estudo foi realizado entre 9 e 27 de maio deste ano e inquiriu mais de 30.000 consumidores online em 63 países nas regiões de Ásia-Pacífico, Europa, América Latina, Médio Oriente/África e América do Norte.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.