sicnot

Perfil

Economia

Greve na Air France vai custar 90 milhões de euros

© Sergio Moraes / Reuters

A greve iniciada há uma semana pelo pessoal de cabine da Air France vai custar à empresa cerca de 90 milhões de euros, indicou hoje o presidente da companhia aérea, Frédéric Gagey.

"É uma soma extremamente importante, o valor de um avião de longo curso", disse Gagey à emissora France Info, no último dia do protesto.

Gagey lamentou o impacto "muito negativo" na imagem da empresa e indicou os 180 mil passageiros que, segundo os seus números, foram afetados pela paralisação.

Desde o início da greve, na passada quarta-feira, foram cancelados mais de 900 voos.

Para hoje, a Air France tinha previsto o cancelamento de 10% dos voos, depois dos 20% de anulações de segunda-feira.

A greve destina-se a pressionar a administração a negociar o acordo que fixa as condições de trabalho, remunerações e promoções. O atual acordo expira no final de outubro e a administração propôs um prolongamento por mais 17 meses, mas os sindicatos querem um novo acordo com uma vigência de três a cinco anos.

Lusa

  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.

  • PJ de Portimão deteve italiano foragido
    0:55

    País

    A Polícia Judiciária de Portimão deteve em Lagos um homem italiano que aguardava extradição. O antigo piloto de automóveis esteve foragido durante quase um ano, depois de ter cortado a pulseira eletrónica.