sicnot

Perfil

Economia

Calor de julho fez disparar venda de ar condicionado e ventoinhas

© Reuters Photographer / Reuter

A venda de aparelhos de climatização, como o ar condicionado e ventoinhas, disparou mais de 100% no último mês de julho, o segundo mais quente desde 1931, de acordo com algumas cadeias de eletrodomésticos contactadas pela Lusa.

Contactada pela agência Lusa, fonte da Worten explicou que a venda de aparelhos de ar condicionado e ventoinhas "mais do que duplicou por comparação a julho de 2015, registando um crescimento de 140%".

Já o Jumbo refere que em virtude do tempo quente que se fez sentir durante o mês passado foi registado um "crescimento significativo de aparelhos de climatização", de 150% em ventilação e ar condicionado.

Os sistemas de ventilação tiveram um crescimento de mais 200% "sendo que a categoria com o maior destaque foram as ventoinhas de pé com mais de 400% de crescimento, enquanto o ar condicionado cresceu mais 60%", adiantou fonte da empresa.

Na categoria do ar condicionado, o fixo liderou o crescimento com mais de 100%, segundo dados de Ricardo Amaral, diretor de equipamento tecnológico do Jumbo.

O mês de julho foi o segundo mais quente desde 1931, com médias de temperaturas máximas e mínimas muito superiores ao normal, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo os dados do Instituto, o valor médio da temperatura do ar em julho foi de 24,33 graus celsius, mais de dois graus em relação ao valor médio no período 1971-2000. Julho de 1989 foi o primeiro mais quente desde 1931 e teve um valor médio de temperatura de 24,63.

A Lusa tentou ainda contatar outras lojas de eletrodomésticos que vendem este tipo de aparelhos, mas não obteve resposta.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.