sicnot

Perfil

Economia

Banco de Inglaterra baixa taxa diretora para mínimo histórico

© Neil Hall / Reuters

​O Banco de Inglaterra desceu a taxa de juro diretora de 0,5% para 0,25%, considerado um mínimo histórico, segundo o que foi anunciado.

Esta redução da taxa diretora - a primeira desde março de 2009 - coincide com as expetativas de analistas citados pela agência EFE que, na quarta-feira, esperavam que o Banco de Inglaterra descesse estes juros dos atuais 0,50% para o mínimo de sempre de 0,25% para responder à vitória do Brexit no referendo de 23 de junho sobre a permanência ou não do Reino Unido na União Europeia (UE).

Esta redução da taxa de juro para o nível mais baixo da história de 322 anos do banco central do Reino Unido é a primeira desde março de 2009, quando a instituição a baixou para o valor atual de 0,50% e lançou o programa de compra de dívida (Quantitative Easing, QE) para estimular a concessão de crédito durante a crise financeira global.

O Banco de Inglaterra reuniu-se hoje para debater a política monetária.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC