sicnot

Perfil

Economia

Presidente do Bundesbank critica tolerância de Bruxelas a Portugal e Espanha

© Alex Domanski / Reuters

O presidente do Bundesbank, Jens Weidmann, criticou hoje a falta de atuação da Comissão Europeia relativamente a Portugal e Espanha, defendendo que o não cumprimento das regras orçamentais "devia dar lugar a consequências".

"A determinado momento as infrações às regras deviam ter consequências", afirmou o presidente do banco central alemão numa entrevista aos jornais Die Zeit e Corriere della Sera, citada pela agência France Presse.

"Na minha opinião, a comissão e o conselho europeus não foram consequentes", sustentou.

No mês passado, Bruxelas decidiu não aplicar sanções a Portugal e Espanha pelo não cumprimento das regras orçamentais europeias, apesar de o défice público dos dois países ter ultrapassado o limite de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) imposto pelos tratados. A decisão foi justificada com os esforços que têm vindo a ser feitos pelos dois países, no seguimento da crise da dívida.

Contudo, para Weidmann, esta posição faz com que as regras "sejam simplesmente uma fachada, sem nenhum caráter vinculativo", quando é precisamente através de normas firmes que a zona euro poderá evitar novas crises como a da dívida grega.

"Na minha opinião a popularidade da União Europeia junto dos cidadãos sofre com o facto de não serem cumpridas as regras que foram comumente acordadas", afirmou o presidente do Bundesbank.

Lusa

  • "A grande vitória é de António Costa, do Governo e do Presidente da República"
    27:23

    Luís Marques Mendes

    Os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, o duelo americano entre Trump e Clinton, Marcelo Rebelo de Sousa a crise política, o fim das sanções, o orçamento para 2017, as eleições autárquicas reforçadas, as queixas de Sócrates e o interesse da Fosun no BCP foram os temas abordados por Luís Marques Mendes no Jornal da Noite deste domingo. Luís Marques Mendes acredita que a participação de Portugal nos Jogos Olímpicos pode dar-nos algumas "alegrias" porque acredita que os atletas podem conquistar algumas medalhas. Quanto às eleições nos Estados Unidos, diz que "Hillary vai ter de desmontar a imagem" uma vez que esta representa "os vícios de Washington". O comentador da SIC considera que Marcelo Rebelo de Sousa ajudou a baixar a temperatura política e que "não vai haver crise política de forma nenhuma". Quanto às sanções, Marques Mendes diz que esta é uma grande vitória de "António Costa, do Governo e do Presidente da República".

  • "O passado é o passado e isso nenhuma multa vai mudar"
    2:58

    Economia

    Quando os comissários começaram a reunião para decidir sobre as sanções a aplicar ninguém podia arriscar um prognóstico. Entre Lisboa e Bruxelas foram várias as horas passadas ao telefone. Valeram os esforços diplomáticos que incluiram Marcelo, Costa e o comissário Carlos Moedas e ainda a ajuda decisiva do Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • ERSE concluiu que estavam a ser pagos 165 milhões euros a mais à EDP
    0:53

    País

    José Gomes Ferreira afirmou esta sexta-feira que a ERSE -Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos concluiu que estavam a ser pagos 165 milhões de euros a mais do que o necessário à EDP. Contratos que foram postos em prática em 2007 por Manuel Pinho, na altura ministro da Economia.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59