sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores da Soares da Costa voltam a concentrar-se hoje em Lisboa

(SIC/ Arquivo)

Os trabalhadores da construtora Soares da Costa vão concentrar-se hoje, de novo, em Lisboa, em protesto pelos salários em atraso, tendo agendadas reuniões no Ministério da Economia e nas instalações da empresa.

Na quarta-feira, em declarações à agência Lusa, o representante da Comissão de Trabalhadores (CT) José Martins disse esperar a participação de mais de uma centena de manifestantes na concentração marcada para as 14:30, no Largo do Camões: "Do Porto partem às 08:30 dois autocarros com mais de cem trabalhadores e esperamos que a eles se juntem mais alguns do Sul do país, porque a empresa é [de dimensão] nacional".

Segundo José Martins, fonte oficial do Ministério da Economia confirmou que os representantes dos trabalhadores serão recebidos pelas 14:00, após o que se seguirá um encontro com a administração da Soares da Costa nas instalações da empresa em Lisboa, na rua Soeiro Pereira Gomes.

Em cima da mesa, disse, estará a situação vivida na construtora, que tem em atraso cinco meses de salários à maior parte dos funcionários em Portugal, enquanto os que estão em Angola não recebem há oito meses.

As dificuldades atravessadas pela Soares da Costa levaram ao anúncio, em dezembro de 2015, de um despedimento coletivo de 500 trabalhadores, entre os quais os cerca de 300 funcionários que se encontram em regime de inatividade.

A concentração de hoje segue-se a uma outra realizada no passado dia 12 de julho junto ao Ministério do Trabalho, após a qual os trabalhadores da Soares da Costa acabaram por se deslocar às instalações da empresa exigindo ser recebidos pela administração.

Por conhecer continua o resultado da auditoria pedida pelos três maiores credores da construtora -- todos eles instituições bancárias -- e que, segundo José Martins, "vai verificar se a empresa tem a viabilidade necessária".

"Só no final da auditoria a administração poderá dar uma resposta às pretensões dos trabalhadores", nomeadamente a regularização dos salários, sustentou.

Lusa

  • Marcelo condecora hoje Francisco Sá Carneiro a título póstumo
    0:55

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa vai condecorar hoje Francisco Sá Carneiro, a título póstumo. A cerimónia será incluída nas celebrações do 25 de Abril. Também a título póstumo, o Presidente da República vai ainda homenagear o antigo bispo do Porto D. António Ferreira Gomes. As condecorações têm lugar esta tarde no Palácio de Belém para onde já estava marcada a condecoração do arquiteto Siza Vieira. Todos, diz Marcelo, são figuras ligadas à liberdade e democracia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.