sicnot

Perfil

Economia

Exportações de vestuário cresceram 6,8% no primeiro semestre

Apesar do comércio fora da União Europeia ter diminuído, as vendas de vestuário de Portugal dentro da UE aumentaram mais de 7%.

Reuters

As exportações de vestuário português aumentaram 6,8% nos primeiros seis meses de 2016, ultrapassando os 1,5 mil milhões de euros, segundo divulgou hoje a Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confeção (ANIVEC).

O aumento de quase 100 milhões de euros nas vendas internacionais face ao período homólogo de 2015 resultou de um crescimento de 7,7% nos envios para os países comunitários, já que o comércio extra-UE diminuiu 3,2%.

A tendência foi positiva na quase totalidade dos 10 principais mercados do vestuário nacional, com destaque para Espanha (13,7%), Suécia (26%), Bélgica (10%) Itália (13,1%), Áustria (6,7%) e Países Baixos (5,7%).

Apenas a França apresentou um decréscimo de 1,4%.

Fora da União Europeia, salienta-se o aumento das compras por parte dos Estados Unidos (6,9%), bem como o crescimento de 107% das exportações para a Arábia Saudita e de 67% para a República Checa.

Lusa

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48