sicnot

Perfil

Economia

Emigrantes lesados do BES manifestam-se em Lisboa na sexta-feira

​A Associação Movimento Emigrantes Lesados Portugueses (AMELP) convocou uma manifestação para sexta-feira, em Lisboa, para mostrar que os emigrantes estão "cansados de promessas", de acordo com o comunicado enviado à agência Lusa.

Os emigrantes vão concentrar-se junto à sede do Novo Banco, às 11h30, na Avenida da Liberdade, e depois vão marchar até ao Banco de Portugal, na Rua do Comércio.

"Não queremos promessas, queremos honra nos compromissos que connosco foram assumidos! Dizemos não à mentira, não à falta de escrúpulos! Chega de sermos enganados! "Promessas leva-as o vento", ó sábio ditado popular! De facto, andamos cansados de promessas!", lê-se no comunicado da AMELP.

A associação recorda que os emigrantes lesados não aceitam "uma proposta indecente", em referência à solução comercial proposta pelo Novo Banco que foi aceite por 6 mil clientes emigrantes, que tinham investido cerca de 500 milhões de euros em produtos de poupança.

"Sim, a nossa luta não começou mais cedo porque educadamente e silenciosamente acreditámos mais uma vez em gestores e funcionários que diziam que em breve nos iria ser devolvido o nosso dinheiro. Pois, mas até aos dias de hoje não nos foi devolvido nem um único tostão! Queremos o nosso dinheiro! Mas não queremos uma proposta 'indecente' como aquela que já nos foi apresentada, não a vamos assinar, não a assinaremos! É o nosso dinheiro que queremos e nada abaixo disso", lê-se no comunicado.

Após a resolução do Banco Espírito Santo (BES), a 4 de agosto de 2014, os emigrantes lesados ascendiam a 8 mil, num total de 728 milhões de euros de dinheiro investido.

De acordo com comunicado enviado à CMVM pelo Novo Banco, a 28 de junho, já foi concluída a execução da solução comercial aceite por 6 mil clientes emigrantes que, segundo fonte oficial, abrangeu "aplicações no valor de 500 milhões de euros e prevê recuperar até 90% do capital investido".

Por resolver continua a situação de todos os clientes emigrantes que não aceitaram a proposta do Novo Banco por considerarem que não era justa e não se adequava ao seu perfil, uma vez que implicava a subscrição de obrigações de longa duração do Novo Banco e em que os depósitos a prazo estarão condicionados ao valor dessas obrigações.

"Não queremos saber se 80% aderiu à proposta. Nós, os 20%, não estamos para ser enganados uma segunda vez e tanto mais não consideramos que aquilo seja uma "solução" como foi apelidada pelo Novo Banco! O vocábulo 'solução' significa 'aquilo que resolve, soluciona (problema, dificuldade etc.)'. Entendemos que tal proposta não foi solução alguma", continua a AMELP no comunicado.

Na manifestação da próxima sexta-feira, os emigrantes lesados vão ter como palavras de ordem "Não mandar mais dinheiro para Portugal e para os bancos portugueses" e vão reclamar "honra nos compromissos" que com eles "foram assumidos".

A AMELP é constituída por mais de 400 associados, sobretudo trabalhadores emigrantes portugueses, e já protagonizou vários protestos em Paris e em cidades portuguesas, com o objetivo de reaver as poupanças dos emigrantes.

Lusa

  • A queda do Grupo Espírito Santo
    2:14

    Queda do BES

    O império Espírito Santo começou a ruir há exatamente dois anos. A face mais visível da queda foi o nascimento do Novo Banco, que herdou a parte boa do BES. Contudo, a instituição continua por vender e o Governo até já fala em liquidação.

  • Império Espírito Santo caiu há dois anos
    2:33

    Queda do BES

    Faz hoje dois anos que o império Espírito Santo começou a ruir. A face mais visível da queda foi o nascimento do Novo Banco, que herdou a "parte boa" do BES. No entanto, a instituição criada para gerir esses ativos continua por vender e o Governo pôs já em hipótese a liquidação do banco.

  • Défice cai 1.900 milhões até agosto

    Economia

    O défice das administrações públicas foi de 2.034 milhões de euros até agosto, uma "melhoria de 1.901 milhões" face ao mesmo período de 2016, segundo o Governo, que justifica com aumento superior a 4% da receita.

  • Coreia do Norte acusa Trump de declarar guerra

    Mundo

    A Coreia do Norte acusou hoje o Presidente norte-americano de ter "declarado a guerra". O chefe da diplomacia norte-coreana ameaçou abater todo e qualquer bombardeiro dos EUA que se aproxime do território.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.

  • Atores recriam cena em que um homem é vítima de violência doméstica
    1:35
  • Ministério Público admite eventual detenção do presidente do governo da Catalunha
    2:24
  • "Bispo vermelho"

    "Recebia trabalhadores e sindicalistas, batia à porta de políticos e empresários, andava pelas ruas da cidade ao encontro dos que das ruas da cidade faziam casa". Joaquim Franco evoca Manuel Martins, o "bispo vermelho".

    Joaquim Franco

  • Apreendidos quase 7.000 comprimidos ilegais vendidos pela internet
    1:43

    País

    O Infarmed e a Autoridade Tributária apreenderam perto de 7.000 unidades de comprimidos ilegais.A apreensão aconteceu no âmbito de uma operação internacional da Interpol de combate aos medicamentos ilegais vendidos pela internet, explicou à SIC Luís Sande e Castro, diretor da Unidade de Inpeção do Infarmed.

  • Criar galinhas na cozinha, guerras no fogão, e drones dentro de casa
    7:28
  • Passageiro detido com 1 kg de ouro no reto

    Mundo

    Os funcionários da alfândega do aeroporto de Colombo, Sri Lanka, estranharam o comportamento de um passageiro que "caminhava com dificuldade". Um exame completo revelou a valiosa carga que levava escondida... no tubo intestinal.