sicnot

Perfil

Economia

Governo não mexe no imposto sobre os produtos petrolíferos

O Ministério das Finanças dediciu não aumentar ou reduzir o Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP), mantendo nos próximos três meses o valor aprovado em maio.

Em comunicado, o Ministério das Finanças justifica a "decisão justifica-se pelo facto de a tributação da gasolina ser já muito superior à do gasóleo e, ainda, pela evolução da cotação nos últimos dias".

O ISP tinha descido um cêntimo em maio, depois de ter sido fixado em seis cêntimos em fevereiro.

  • "É abusivo falar de fuga ao fisco"
    4:10

    Economia

    Dez mil milhões de euros é o valor de que se fala das transferências para contas offshore, que terão escapado à Autoridade Tributária. O número impressiona, mas é preciso notar que este dinheiro é capital que sai do país e o capital não está sujeito ao pagamento de imposto só porque sai do país. O fiscalista Tiago Caiado Guerreiro esteve no Jornal da Noite para dar mais explicações sobre o caso.