sicnot

Perfil

Economia

Número de desempregados com subsídio caiu 1,2% em julho

O número de desempregados a receber prestações de desemprego diminuiu 1,2% em julho, em relação a junho e 20,6% face a julho de 2015, com um total de 218.190 beneficiários, divulgou esta sexta-feira a Segurança Social.

De acordo com a síntese de informação estatística mensal da Segurança social, no último mês o subsídio de desemprego teve um decréscimo de 0,6%, face a junho, com menos 1.112 subsídios atribuídos, e caiu 17,45% em termos homólogos, com menos 36.355 subsídios.

O subsídio social de desemprego inicial apresentou em julho uma quebra de 13,9%, face a julho de 2015, o que corresponde a menos 1.455 beneficiários desta prestação, e de 3,6% face a junho deste ano, com menos 334 beneficiários.

O Orçamento do Estado para 2016 criou uma medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração que tenham cessado o período de concessão do subsídio social de desemprego, que passou a designar-se de inicial ou subsequente.

O número de desempregados com subsídios social de desemprego subsequente caiu 2,8% em relação a junho, com menos 1.085 beneficiários.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22