sicnot

Perfil

Economia

Marcelo não concorda com alteração da lei bancária por causa da CGD

© Rafael Marchante / Reuters

Marcelo Rebelo de Sousa não vê com bons olhos a intenção do Governo de alterar a lei bancária para poder pôr na administração da Caixa Geral de Depósitos os nomes que escolheu.

Marcelo Rebelo de Sousa está de férias e ainda não se pronunciou sobre o assunto. Contudo, a SIC sabe que já na próxima quinta-feira, o Presidente da República vai estar em Viseu, numa visita à feira de São Mateus, onde tenciona falar sobre a situação da Caixa Geral de Depósitos.

A SIC apurou ainda que Marcelo não concorda com a intenção do Governo de permitir que o fisco tenha acesso às contas bancárias de todos os contribuintes.

Esta é uma medida que a Comissão Nacional de Proteção de Dados já considerou inconstitucional. O próprio Governo já admitiu rever essa intenção.

  • BCE aprovou 11 dos 19 nomes propostos pelo Governo para administração da CGD
    2:46

    Caso CGD

    O Banco Central Europeu aprovou apenas onze dos dezanove nomes inicialmente propostos pelo Governo para a administração da Caixa Geral de Depósitos. Para já, oito administradores não executivos ficam pelo caminho. Três dos nomes aprovados vão ter ainda formação. António Domingues foi aceite como presidente, mas só vai poder acumular funções no conselho de administração e na comissão executiva durante os primeiros seis meses.

  • Catarina Martins diz-se arrependida com a "criação da geringonça"
    2:25

    País

    Catarina Martins diz que todos os dias se arrepende da "criação da geringonça". Em entrevista ao jornal Público, a coordenadora do Bloco de Esquerda diz no entanto que vai lutar contra as limitações, enquanto os objetivos traçados forem sendo cumpridos. Já ontem, a líder do Bloco de Esquerda tinha avisado o Governo que o partido está contra qualquer alteração legislativa para servir interesses, na administração da Caixa Geral de Depósitos.

  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • Homem e cão resgatados das águas na Andaluzia
    0:32