sicnot

Perfil

Economia

Estágios do IEFP envolvidos em polémica de lavagem de dinheiro

Os estágios profissionais do Instituto do Emprego e Formação Profissional estão envolvidos em polémica. O presidente do Conselho Nacional da Juventude garante que tem recebido denúncias de estagiários que são obrigados pelos patrões a devolver a comparticipação da empresa no salário e também a pagar a taxa social única.

Em declarações ao Jornal de Notícias, o responsável fala num esquema de lavagem de dinheiro.

Na prática, um salário de quase 700 euros fica reduzido a perto de 300.

Arquitetura, advocacia e psicologia são as áreas mais afetadas, sendo que em muitos casos estes estágios são necessários para entrar na profissão.

O IEFP diz que desconhece este esquema.

  • Os efeitos dos incêndios na natureza
    2:46

    País

    Cheias frequentes, erosão dos solos e contaminação dos rios e albufeiras são as previsões unânimes da comunidade científica para os próximos tempos, na sequência dos incêndios florestais. À SIC, o hidrobiólogo Adriano Bordalo Sá e o investigador de recursos florestais Rui Cortes alertam: é necessário começar a tratar da terra queimada o mais rapidamente possível.

  • Número de vítimas mortais dos incêndios sobe para 45

    País

    Uma pessoa que estava internada no Hospital da Prelada, Porto, na sequência dos incêndios do dia 15 nas regiões Centro e Norte, morreu hoje, anunciou a unidade hospitalar, subindo assim para 45 o número de vítimas mortais daqueles fogos.

  • "Isto é quase como uma faca nas costas"
    0:40
  • Achado inédito encontrado na nau de Vasco da Gama naufragada em Omã

    Mundo

    Uma equipa de investigadores afirma ter encontrado, ao largo da costa de Omã, o mais antigo instrumento de navegação alguma vez descoberto. O achado arqueológico é um astrolábio e terá sido localizado no meio do que resta da nau Esmeralda, da frota de Vasco da Gama, naufragada no Oceano Índico em 1503.

    SIC

  • Eurodeputados homenageiam vítimas dos fogos
    1:38

    País

    A União Europeia vai doar os 50 mil euros do prémio Princesa das Astúrias às populações afetadas pelos incêndios em Portugal e Espanha. A Comissão Europeia continua a avaliar o pedido ao Fundo Europeu de Solidariedade, mas o pedido deverá ainda ser atualizado para incluir os prejuízos causados pelos incêndios da semana passada.