sicnot

Perfil

Economia

Número de idosos que recebe CSI aumenta em julho e chega a mais de 160 mil pessoas

O número de idosos que recebe o Complemento Solidário aumentou ligeiramente em julho depois de ter diminuído em junho, chegando agora a 160.867 pessoas, muito abaixo dos mais de 166 mil que recebiam esta prestação em julho de 2015.

De acordo com os dados mais recentes do Instituto de Segurança Social, há atualmente 160.867 pessoas a receberem o Complemento Solidário para Idosos (CSI), mais 711 (0,44%) do que em junho, mês que registou uma quebra de 1.252 pessoas em relação a maio.

Olhando para o período homólogo, há um decréscimo de 3,18%, já que em julho de 2015 havia 166.156 idosos a receberem esta prestação social, mais 5.469 do que em julho deste ano.

Dentro das 160.867 pessoas que estão a receber o CSI, 112.778 são mulheres, contra 48.089 homens, estando sobretudo concentradas nos distritos do Porto (25.987), Lisboa (23.732), Braga (12.150) e Setúbal (11.088).

De acordo com o Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP), é a primeira vez que se regista um aumento ligeiro no número de beneficiários desde o aumento no valor de referência anual do CSI, que em janeiro estava nos 5.022 euros por ano e em abril passou para 5.059 euros/ano.

Lusa

  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50
  • Como comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • Primeira casa reconstruída de raiz depois dos incêndios de Pedrógão já foi entregue
    1:49
  • Saiba que efeitos causam os diferentes tipos de bebidas alcoólicas

    Mundo

    As diferentes bebidas alcoólicas alteram e moldam o estado de espírito de formas distintas, concluiu um estudo científico sobre consumo de álcool e emoções. Segundo esta pesquisa, quem ingere bebidas espirituosas pode sentir-se irritado, sexy ou triste, enquanto quem opta pelo vinho tinto ou cerveja terá mais probabilidade de se sentir descontraído.