sicnot

Perfil

Economia

Ford chama 113.000 veículos para reparar defeitos

A Ford anunciou esta quarta-feira a chamada de mais de 113.000 veículos, a maioria dos quais nos Estados Unidos, para solucionar três problemas que afetam a bomba da gasolina, as bombas de injeção e o software dos vidros elétricos.

A chamada para verificação e reparação envolve 88.151 automóveis dos modelos Ford Taurus 2013-2015, Ford Flex 2013-2015, Lincoln MKS 2013-2015, Lincoln MKT 2013-2015 e Ford Police Interceptor 2013-2015, todos eles com motores de 3,5 litros turbo.

Segundo a marca, o módulo de controlo da bomba da gasolina pode deixar de funcionar, o que causaria a paragem repentina do motor, nalguns casos sem aviso prévio, aumentando o risco de acidente.

A Ford salientou, no entanto, que não tem informação de qualquer acidente relacionado com este defeito.

Do total de veículos afetados, 77.502 encontram-se nos Estados Unidos, 7.353 no Canadá e 1.083 no México.

A chamada de veículos à marca para atualização do software dos vidros elétricos envolve 23.150 automóveis do modelo Ford Escape 2017, a maioria dos quais encontra-se nos Estados Unidos (17.985) e no Canadá (5.157).

A chamada para substituição das bombas de injeção de combustível envolve 2.472 furgonetas Ford Transit de 3,2 litros diesel.

Lusa

  • Hoje joga Portugal (mas antes há um Uruguai-Rússia em direto na SIC)

    Mundial 2018 / O Mundial

    Começa a última jornada da fase de grupos do Mundial, com quatro jogos por dia. Às 15:00, numa partida transmitida em direto na SIC, a anfitriã Rússia e o Uruguai resolvem qual poderá ser o adversário de Portugal nos oitavos de final. Isto, dependendo claro da prestação da seleção nacional frente ao Irão, ao fim da tarde, uma vez que a qualificação não está garantida (e pode até depender do resultado do Espanha-Marrocos).

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02