sicnot

Perfil

Economia

Juros do crédito à habitação continuaram a descer em julho

A taxa de juro implícita no crédito à habitação desceu de 1,089% em junho para 1,066% em julho, com a prestação média a reduzir-se para os 237 euros, menos um euro do que em junho.

Segundo divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE), nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro implícita fixou-se em 2,044%, inferior em 0,013 pontos percentuais à observada em junho, com um valor médio da prestação de 307 euros (308 euros em junho).

O montante de capital médio em dívida para a totalidade dos contratos de crédito à habitação situou-se em 51.778 euros (mais 20 euros do que em junho), sendo de 85.928 euros nos contratos celebrados nos últimos três meses (85.360 no mês anterior).

Lusa

  • Hoje é notícia

    País

    O Governo apresenta hoje, em Lisboa, o pacote legislativo da Nova Geração de Políticas de Habitação, em que se destacam quatro novos instrumentos para responder às carências habitacionais e para promover o arrendamento acessível e a coesão territorial.