sicnot

Perfil

Economia

Jovem que foi obrigado a devolver parte do salário acabou por desistir do estágio

Jovem que foi obrigado a devolver parte do salário acabou por desistir do estágio

A CGTP denunciou um caso de um estagiário do Insituto de Emprego e Formação Profissional que foi obrigado a devolver parte do salário à empresa onde estagiava. O jovem acabou mesmo por desistir do estágio financiado pelo Estado. A central sindical esteve reunida, esta quinta-feira, com o presidente do instituto.

Sobre a polémica dos estágios, o IEFP vem agora dizer que não teve conhecimento de qualquer denuncia até às notícias que surgiram na comunicação social.

Em comunidado, garante que entrou em contacto com a direção do Conselho Nacional de Juventude para recolher mais informações. Diz que esta semana deram entrada três queixas formais, duas delas seguiram já para o Ministério Público.

  • "Nenhum estagiário será prejudicado pelo IEFP"
    8:19

    País

    Os estagiários do IEFP são obrigados a pagar para poderem trabalhar. Muitos patrões estão a exigir aos estagiários que devolvam a comparticipação salarial e que paguem a TSU. O secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre a polémica. Miguel Cabrita diz que "estas práticas são inaceitáveis", e para que exista intervenção é preciso que as pessoas apresentem queixa. O secretário de Estado garante que "nenhum estagiário será prejudicado pelo IEFP" e que até ao momento não tem conhecimento de qualquer queixa formal.

  • Encontradas 120 botijas de gás para "um ou vários atentados"
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Nicolás Maduro quer convocar "cimeira mundial de solidariedade"

    Mundo

    O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reiterou este sábado que convocará uma "cimeira mundial de solidariedade" com o país, que permita atenuar a "campanha criminosa" que considera existir contra a Venezuela, cujo Governo está cada vez mais isolado internacionalmente.

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.