sicnot

Perfil

Economia

"A União Europeia é um projeto falhado"

O conselheiro de Estado Francisco Louçã considerou este sábado que "a União Europeia é um projeto falhado" porque "representa o contrário do que prometeu", com o único argumento do poder de que é "preferível ser temido do que ser amado".

Francisco Louçã foi este sábado orador de um dos painéis de debate do fórum Socialismo 2016, a 'rentrée' política do BE que decorre até domingo em Santa Maria da Feira, distrito de Aveiro, numa preleção onde cruzou o pensamento do historiador italiano Nicolau Maquiavel com excertos da série "Guerra dos Tronos" para refletir sobre a luta do poder na Europa.

"A União Europeia é um projeto falhado. Não pode representar aquilo que promete e o que representa é o contrário do que prometeu. Prometia convergência e tem divergência. Prometia melhoria social e tem, pelo contrário, a degradação das condições de vida das classes populares", afirmou.

Para o antigo coordenador do BE, "a saída é sempre imperativa para que haja uma alternativa em que se possa recuperar soberania, decisão, democracia, capacidade do povo poder fazer escolhas".

O conselheiro de Estado perguntou, tal como na "Guerra dos Tornos", "se a exibição do poder é suficiente para manter o poder", considerando que a resposta é Maquiavel porque "hoje a Europa só pode garantir a exibição do poder" usando o argumento de que "é preferível ser temido do que ser amado".

"Aquilo que é legítimo já não é soberano. A democracia não pode decidir sobre o que tinha de decidir", lamentou, considerando

Louçã critica que a União Europeia seja "uma máquina de austeridade, privatizações, de pressão e de destruição em permanência", na qual "a burguesia financeira é o centro da estrutura do poder do capital porque é o centro da acumulação do capital".

"Em alguma medida não precisávamos que o Durão Barroso fizesse o favor de nos lembrar disso ao passar da Comissão Europeia para presidente da Goldman Sachs, mas isso é mais um dos elementos de gratidão que nós temos em relação a ele: é dizer-nos que o poder político está no bolso do poder financeiro e o poder financeiro não se esquece dos seus", ironizou.

O antigo coordenador bloquista evidenciou que "quanto pior a Europa é", mais é dito: "aguenta, aguenta porque isto vai-se corrigir".

"Nós ficamos com pena suspensa porque não há sanções agora. Que bom que é, então eles estão-nos a entender", disse, avisando que "este discurso é muito perigoso" uma vez que é dito que nada seja feito que "incomode os poderosos".

Com Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.