sicnot

Perfil

Economia

China fecha fábricas e ordena férias obrigatórias antes de cimeira do G20

© Aly Song / Reuters

As autoridades chinesas encerraram fábricas e ordenaram férias obrigatórias para os trabalhadores antes da realização, a 4 e 5 de setembro, de uma cimeira de líderes do G20, o grupo que reúne 20 potências económicas, na China.

O município de Hangzhou ordenou o encerramento para férias dos estabelecimentos da baixa da cidade de 1 a 07 de setembro, de acordo com informação veiculada numa conta oficial nas redes sociais.

As autarquias encorajaram também os cidadãos a gozarem as suas férias fora da cidade, na esperança de reduzir o congestionamento do trânsito.

A cidade passou meses a preparar-se para a cimeira e sofreu uma profunda remodelação, numa tentativa de tornar a circulação mais eficiente.

Juntamente com as férias compulsivas, alguns tipos de fábricas num raio de 300 quilómetros de Hangzhou foram obrigadas a encerrar durante 12 dias, para garantir que o céu estará azul durante a presença dos dignitários visitantes, de acordo com páginas oficiais na Internet.

A ordem abrange as unidades de produção de químicos, materiais de construção e manufatura de têxteis que se estendem de Xangai a outras quatro províncias.

A China dá frequentemente ordens de encerramento generalizado das fábricas para limpar os céus cronicamente poluídos da maioria das principais cidades.

A última vez que tal aconteceu foi no ano passado, por ocasião de uma grande parada militar para assinalar o aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial.

A atmosfera limpa foi batizada como "azul parada" pelos cidadãos chineses, fazendo eco do "azul APEC" que puderam apreciar em 2014, antes da cimeira do grupo de Cooperação Económica Ásia-Pacífico em Pequim.

Na altura, os comentadores online desvalorizaram a tonalidade de azul, classificando-a como "algo que é belo mas fugaz e, em última análise, artificial".

Lusa

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • Peixe-galo e batatas rosti, qual o cardápio do encontro entre os líderes das Coreias?

    Mundo

    O menu do encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, já foi dado a conhecer esta terça-feira. Através do site oficial do Governo, Seul anunciou um cardápio com vários pratos típicos da Península da Coreia, como dumplings ao vapor, arroz cultivado na Coreia, carne grelhada, salada fria com polvo, peixe-galo, batatas rosti e sopa fria.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17