sicnot

Perfil

Economia

Alemanha acusa Fiat Chrysler de usar dispositivo ilegal em motores diesel

A Alemanha enviou uma carta à Comissão Europeia a acusar o construtor Fiat Chrysler de utilizar um dispositivo ilegal para as emissões poluentes nas viaturas a diesel, de acordo com um documento citado esta quinta-feira pela France Press.

Segundo testes feitos em quatro veículos do grupo pela KBA, a agência federal para o setor automóvel, o sistema de filtração das emissões poluentes desativa-se após 22 minutos, indica uma mensagem do Ministério dos Transportes da Alemanha datada de quarta-feira. São dois minutos a mais do que o tempo habitual para um teste antipoluição.

Além disso, o nível de óxido de azoto, altamente poluente, lançado para a atmosfera é por vezes nove a 15 vezes superior ao autorizado.

Na carta, o ministério acrescenta que isso "prova a utilização de um dispositivo não permitido".

Segundo uma fonte governamental, os veículos afetados são os modelos Fiat 500x, Jeep Renegade e Fiat Doblo.

Contactada pela AFP, a Fiat não quis falar sobre o assunto, remetendo para um comunicado de fevereiro no qual o grupo explicava ter feito um exame interno detalhado e concluído que está em conformidade com os regulamentos sobre emissões.

Em maio, o Ministério dos Transportes, autor da carta, tinha descoberto irregularidades no fabricante italo-americano, no quadro da comissão de inquérito sobre as emissões poluentes criada após a revelação de manipulação em veículos do grupo Volkswagen.

Na mensagem enviada a Bruxelas, o governo alemão pede que a Comissão Europeia "faça as consultas apropriadas com as autoridades italianas para encontrar uma solução", quando essas mesmas autoridades contactadas pela Alemanha, negaram o problema, argumentando que o dispositivo em causa se destinava a proteger o motor.

O inquérito feito pelo Ministério dos Transportes alemão apontou para irregularidades em 16 marcas automóveis, alemãs e estrangeiras, mas deixou também muitas questões em suspenso.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.