sicnot

Perfil

Economia

Lagarde pede ao G20 medidas para evitar crescimento fraco

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, pediu esta quinta-feira aos países do G20 para "tomarem medidas enérgicas para evitar a armadilha do crescimento fraco".

"Sem ações políticas contundentes, o crescimento poderá ser dececionante durante muito tempo", alertou Lagarde, numa nota divulgada antes da cimeira do G20 que vai decorrer em Hangzhou, na China, a 4 e 5 de setembro.

Nos países ricos, após a crise financeira tem-se verificado uma fraca procura, uma tendência demográfica desfavorável e uma produtividade frágil.

Nos países emergentes, depois do crescimento forte das últimas décadas, a expansão tem-se revelado mais moderada, penalizada pela queda do preço das matérias-primas.

Segundo um relatório do FMI publicado na mesma ocasião, a transição económica na China pode "enfrentar obstáculos que podem ser contagiosos", quando muito parceiros comerciais contam com a procura chinesa para as suas exportações.

As incertezas sobre as consequências da decisão britânica de sair da União Europeia também "ameaçam as perspetivas económicas, particularmente na Europa, onde as instituições financeiras vão enfrentar desafios", assinala ainda o FMI.

Globalmente nos países mais desenvolvidos, os rendimentos dos 10% mais ricos subiram 40% nos últimos 20 anos, quando os dos mais pobres pouco avançaram.

Para contrariar esta situação, a diretora-geral do FMI considerou que as "políticas orçamentais devem desempenhar um papel", já que as políticas monetárias dos bancos centrais estão a ser solicitadas ao máximo.

Lagarde reafirmou ainda que os países não têm feito reformas estruturais suficientes.

Lusa

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.