sicnot

Perfil

Economia

Provedor de Justiça alerta para "injustiças" no IRS

O Provedor de Justiça alertou o Governo para a existência de "danos financeiros colossais a inúmeras famílias" na entrega do IRS de 2015, e pediu que as falhas sejam revistas no Orçamento de Estado para o próximo ano.

Em causa estão as reclamações sobre assuntos fiscais relativas a despesas com educação e à tributação conjunta fora do prazo legal.

Em relação às despesas de educação, com o atual regime, as famílias não podem deduzir no IRS as explicações em centros especializados, ao contrário do que acontece com as explicações dadas por um particular. O Provedor de Justiça fala numa discriminação "injustificável".

Também a impossibilidade de opção pela tributação conjunta em declarações apresentadas fora do prazo legal motivou um elevado número de queixas ao Provedor de Justiça, que adianta que estas falhas ainda vão a tempo de serem corrigidas pelo Governo, com efeitos retroativos.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47