sicnot

Perfil

Economia

Ter sapatos compensados para fazer crescer a economia "seria fantástico"

Ter sapatos compensados para fazer crescer a economia "seria fantástico"

O primeiro-ministro bem gostaria que fazer crescer a economia fosse tão fácil como já é hoje aumentar a altura dos homens, com sapatos compensados, mas como alternativa aponta a aposta na inovação de que o calçado português é exemplo. António Costa está em Milão, na maior feira de calçado do mundo, onde estão representadas 98 empresas portuguesas. O primeiro-ministro visitou e conversou com vários empresários e elogiou a capacidade de renascimento de uma indústria que considera exemplar.

  • Setor do calçado é um exemplo para "todos os industriais", diz PM
    0:30

    Economia

    O primeiro-ministro defende que o setor do calçado deve servir como exemplo para outras áreas na indústria nacional. Declarações de António Costa esta manhã na feira de Milão, em Itália. A indústria portuguesa de calçado regista deste sábado a terça-feira em Milão, "a maior presença de sempre" num evento no exterior, levando 98 empresas responsáveis por 8.000 empregos e 500 milhões de euros de exportações à feira MICAM.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.