sicnot

Perfil

Economia

Ações do BPI caem 3,5% após notícia sobre retirada da OPA pelo CaixaBank

Ações do BPI caem 3,5% após notícia sobre retirada da OPA pelo CaixaBank

Os espanhóis do CaixaBank podem desistir da OPA lançada ao BPI. A família Violas, a maior acionista portuguesa do banco, quer travar a oferta e já interpôs duas providências cautelares. Na sequência desta informação, as ações do BPI seguem a recuar 3,5%, depois de terem registado quedas superiores a 5% a meio da manhã.

O arrastar do processo está a causar mau estar no grupo espanhol.

Pelas 12:15, os títulos do BPI seguiam a ceder 3,50% para 1,08%, depois de terem recuado 5,6% cerca de uma hora e meia antes. Isto acontece no dia em que um jornal espanhol indica que o CaixaBank pondera retirar a OPA sobre o banco.

A Lusa contactou o CaixaBank, que "não comenta" a notícia do jornal digital segundo a qual aquela entidade bancária irá retirar a OPA que lançou sobre o BPI se houver mais um revés judicial em Portugal.

Igualmente contactada pela Lusa, fonte do BPI disse não comentar a notícia avançada em Espanha.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.