sicnot

Perfil

Economia

Portugal entre os estados-membros que reduziram fuga ao IVA

Portugal reduziu em 500 milhões de euros a diferença entre a receita de IVA cobrada e a receita estimada em 2014, que se fixou nos 2 mil milhões de euros, contra 2,5 mil milhões em 2013, segundo a Comissão Europeia.

De acordo com o relatório deste ano da Comissão Europeia sobre o chamado "gap" do IVA, que ajuda a "medir" a eficácia na cobrança do Imposto sobre o Valor Acrescentado em todos os estados-membros da União Europeia, a diferença entre a receita cobrada em 2014 em Portugal (14.672 milhões de euros) e a receita estimada (16.766 milhões) foi de 2.093 milhões de euros, ou seja 12,49%, menos três pontos percentuais que em 2013 (quando a diferença foi de 2.526 milhões de euros, ou 15,56%).

Portugal foi assim um dos 15 Estados-membros a conseguir reduzir o "gap" de IVA entre 2013 e 2014 - a Grécia lidera a lista com uma redução de 6% -, observando o relatório hoje publicado pelo executivo comunitário que, tendo a economia portuguesa crescido nesse período de forma bastante lenta, o aumento de receitas com o IVA deve-se a uma "melhor capacidade de cobrança" do imposto.

Em termos gerais, a Comissão lamenta que a "fuga" ao IVA represente ainda um valor extraordinariamente alto no conjunto da UE, apontando que em 2014 a diferença entre o IVA cobrado e a receita estimada ascendeu a 159 mil milhões de euros, o que representa uma perda de receitas de 14,03%.

As diferenças mais pequenas foram verificadas na Suécia (1,2%), Luxemburgo (3,8%) e Finlândia (6,9%), enquanto os países onde se registaram maiores "gaps" do IVA foram a Roménia (37,8%), a Lituânia (35,9%) e Malta (35,3%).

"Os nossos Estados-membros estão a perder dezenas de milhares de milhões de euros em receitas do IVA não cobradas. Isto é inaceitável", comentou o comissário europeu dos Assuntos Económicos.

Apontando que "obviamente os números não vão melhorar por si próprios", Pierre Moscovici apela por isso aos Estados-membros a que cheguem rapidamente a acordo sobre um sistema de IVA na UE que resista à fraude e evasão fiscal.

Lusa

  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto "Obrigado presidente pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou com o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido às mensagens escritas por Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória do Sporting frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17